cartas

Um texto bestial e dois erros

ÁGUAS DE MARÇO
Foi inevitável a vontade de escrever à redação após ler a piauí_150, março. O belo ensaio de Lorenzo Mammì (“Duas meninas”) reconstruindo a história das garotas tão conhecidas de Renoir, com um destino trágico que poucos sabem; a necessária denúncia de Andrew Sullivan (“A Igreja gay”) sobre como a homofobia não pode ser justificada como forma de luta contra os crimes de abuso sexual na Igreja Católica. Fabio Victor (“História, volver”), Celso Rocha de Barros (“A queda”) e Alejandro Chacoff (“O futuro chegou”) que não nos deixam esquecer o momento em que vivemos e, por fim, o excelente trabalho de Allan de Abreu sobre um dos mais indigestos crimes políticos recentes (“A metástase”). Foi bela a homenagem de tornar esse texto público e de livre acesso no site da revista, pois é necessário conhecer a história do câncer das milícias no Rio.

Quando me peguei na dúvida sobre o que comentar da revista, e fui buscar o número da edição, foi que percebi o número 150. Sem alardes de uma comemoração, como aconteceu na edição 100, fiquei pensando neste silêncio no lugar da festividade. No momento, celebrar parece um contrassenso, a Terra plana e seus atores quase nos tiram as forças. Mas fiquei feliz por vocês celebrarem da melhor forma: uma edição histórica, com justiça.
TIAGO MARIN_ SÃO PAULO/SP

MATÉRIA FECHADA PARA ASSINANTES
Para acessar, assine a piauí

Leia também

Últimas Mais Lidas

Para não sair do hospital no escuro

A diferença que faz, para os pacientes, receber seus dados sobre tratamento e alta hospitalar – como manda novo Código de Ética Médica

O governo inconstitucional

Professora de direito constitucional escreve que decreto de Bolsonaro fere a autonomia universitária prevista na Constituição

Foro de Teresina #51: Moro no STF, o sigilo de Queiroz e Flavio e os protestos contra o governo

Podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

Ministro toma caldo no #TsunamiDaEducação

Maia viaja, governo escorrega e Centrão deixa Weintraub falando sozinho na Câmara enquanto protestos tomam conta do país

A javaporquice de Bolsonaro

Presidente opta pela pior oposição que poderia escolher e enfrenta protestos inéditos para um recém-empossado

Varda por Agnès – narcisismo encantador

Interação é a pedra angular na obra da cineasta

A escolinha anarcocapistalista do Ancapistão

Vacina e cinto de segurança são inimigos eleitos pelos ancaps, que já têm representante no governo Bolsonaro

Uma motosserra na mão e um projeto na cabeça

Proposta de Flávio Bolsonaro extingue reserva legal obrigatória; espaço sob risco de desmatamento equivale a seis vezes a área do estado de São Paulo

Mais textos
2

A escolinha anarcocapistalista do Ancapistão

Vacina e cinto de segurança são inimigos eleitos pelos ancaps, que já têm representante no governo Bolsonaro

3

A javaporquice de Bolsonaro

Presidente opta pela pior oposição que poderia escolher e enfrenta protestos inéditos para um recém-empossado

4

O governo inconstitucional

Professora de direito constitucional escreve que decreto de Bolsonaro fere a autonomia universitária prevista na Constituição

8

Foro de Teresina #51: Moro no STF, o sigilo de Queiroz e Flavio e os protestos contra o governo

Podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

9

Uma motosserra na mão e um projeto na cabeça

Proposta de Flávio Bolsonaro extingue reserva legal obrigatória; espaço sob risco de desmatamento equivale a seis vezes a área do estado de São Paulo

10

Para não sair do hospital no escuro

A diferença que faz, para os pacientes, receber seus dados sobre tratamento e alta hospitalar – como manda novo Código de Ética Médica