=igualdades

Número de municípios com coleta seletiva aumentou 29% entre 2010 e 2019

Amanda Gorziza, Lianne Ceará e Renata Buono
26fev2021_18h05

Ano a ano, o Brasil produz cada vez mais lixo. Em 2010 o país gerou 66,69 milhões de toneladas de resíduos sólidos urbanos; já em 2019, o descarte aumentou para 79,06 milhões de toneladas – 18,6% a mais. Das mais de 79 milhões de toneladas de lixo geradas, 72,7 milhões foram coletadas. Desse montante, 40% foi descartado incorretamente, ou seja, em aterro controlado ou lixão, que são prejudiciais ao meio ambiente. 

Mesmo com o volume alarmante de lixo descartado incorretamente, o total de municípios com coleta seletiva aumentou 29% entre 2010 e 2019; 73% das cidades brasileiras já possuem esse tipo de coleta, no entanto, ela ainda não cobre a totalidade dos municípios e ocorre de forma incipiente. Em 2010, iniciativas de coleta seletiva estavam presentes em 56,6% das cidades.

Em 2010, 3.152 municípios registravam alguma iniciativa de coleta seletiva; em 2019, isso aumentou para 4.070 municípios. A região com menor abrangência é o Centro-Oeste, com 48,6% de iniciativas. Já a região Sul tem 90,9%.

Fonte: Panorama dos Resíduos Sólidos no Brasil 2020 da Abrelpe

Amanda Gorziza (siga @amandalcgorziza no Twitter)

Estagiária de jornalismo na piauí

Lianne Ceará (siga @lianneceara no Twitter)

Estagiária de jornalismo na piauí

Renata Buono (siga @revistapiaui no Twitter)

Renata Buono é designer e diretora do estúdio BuonoDisegno

Leia também

Últimas

Lugar de militar é no quartel

Emenda que barra militares da ativa na administração pública é insuficiente, mas um bom começo para tirar Forças Armadas da política

Nome aos números

No dia em que o Brasil ultrapassa a marca de 500 mil mortos pela Covid-19, um pouco da história de 133 deles

Doria x Ciro, o duelo pelo terceiro lugar

O que funciona ou não nas estratégias de quem se vende como “alternativo”

Um país que vai ficando sem ar

Confira o ritmo das 500 mil mortes pela Covid-19 no Brasil

Séculos de escuridão nas Forças Armadas

Se uma mesma pessoa pedisse acesso a todos os documentos desclassificados pelo Exército desde 2013, levaria 695 anos para receber todas as respostas

Cinco anos para protestos de junho de 2013, sigilo eterno para a exportação de armas

Documentos com informações sobre junho de 2013 ficaram ocultos até 2018; dados sobre armas vendidas ao Zimbábue permanecem sob sigilo industrial

A história do coveiro filósofo

Sepultador narra de que forma a filosofia alemã o ajuda a enfrentar os horrores da pandemia, como tirar o caixão de um filho das mãos da mãe ou enterrar doze pessoas no mesmo dia

Mais textos