Igualdades

O Brasil se arma

Amanda Rossi e Renata Buono
22jun2020_10h52

Opresidente Jair Bolsonaro vem facilitando o acesso a armas de fogo no Brasil. Liberou a compra de armas antes restritas a forças de segurança, aumentou o prazo de validade dos registros, ampliou o número de armas e munições permitidas para atiradores e caçadores, revogou portarias com regras para rastreamento e identificação de armamento. “Estou armando o povo porque não quero uma ditadura, não dá para segurar mais”, disse o presidente na reunião ministerial de 22 de abril, cuja gravação foi divulgada por ordem do Supremo Tribunal Federal. Os dados mostram que o objetivo do presidente está se concretizando. Entre janeiro e abril de 2020, foram registradas 48,3 mil novas armas no país, o maior número para esse período nos últimos anos. Seis de cada 10 estão nas mãos de cidadãos comuns. O =igualdades retrata o aumento do número de armas no Brasil.

De janeiro a abril de 2020, foram registradas 48,3 mil novas armas no Brasil. É o maior número já registrado nesse período do ano. Equivale a mais de três vezes a média de 2015 e 2019. E a seis vezes a média de 2010 a 2014.

A cada 100 pedidos de registro de novas armas este ano, apenas 1 foi negado.

Seis de cada 10 novas armas registradas em 2020 estão nas mãos de cidadãos. Outras 3 são de órgãos públicos e 1 de servidores públicos que têm prerrogativa de porte de arma devido à função que ocupam.



A cada 100 novas armas registradas por cidadãos este ano, 32 estão na Região Sul, 25 no Sudeste, 17 no Centro-Oeste, 15 no Nordeste e 11 no Norte.

Considerando o total de armas registradas por pessoas físicas nos últimos 10 anos, Santa Catarina é o estado mais armado do país. São 44 armas para cada 10 mil habitantes. É nove vezes a taxa de armas nas mãos de pessoas físicas de São Paulo, 5 por 10 mil habitantes.

A maior parte dessas armas são para posse, não para porte. Ou seja, seus proprietários não podem andar armados nas ruas. Para cada 1 porte de arma concedido este ano, foram registradas 18 novas armas.

Entre janeiro e abril deste ano, foram concedidas 1,2 mil autorizações de porte de arma para defesa pessoal. É o maior número já registrado neste período do ano, pelo menos desde 2009, quando começam os dados. Para cada 3 novos portes de arma para defesa pessoal entre janeiro e abril do ano passado, foram concedidos outros 5 em 2020.

Fonte: Dados do Sistema Nacional de Armas fornecidos pela Lei de Acesso à Informação, Fiquem Sabendo, Instituto Sou da Paz.

Amanda Rossi (siga @amanda_rossi no Twitter)

Jornalista, trabalhou na BBC, TV Globo e Estadão, e é autora do livro Moçambique, o Brasil é aqui

Renata Buono (siga @revistapiaui no Twitter)

Renata Buono é designer e diretora do estúdio BuonoDisegno

leia mais

Últimas Mais Lidas

Na piauí_167

A capa e os destaques da revista de agosto

Dispositivo de alerta

Morador provisório do Alvorada mostrou não estar à altura do cargo para o qual foi eleito, assim como seu clã de três zeros

Bolsonaro, o favorito?

Se não aumentar atual taxa de aprovação, presidente chegará a 2022 em situação desconfortável; até lá, arma a retranca e joga a torcida contra o juiz

No app da inclusão

Jovens negros da periferia apostam na tecnologia como ferramenta contra o racismo

Foro de Teresina #111: A república rachada de Bolsonaro

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

Álcool, pancadas na cabeça e poluição, novos riscos para o Alzheimer

Teste aponta propensão para a doença vinte anos antes de sintomas aparecerem; estudo inédito identifica três novos fatores a evitar para não desenvolver o mal

Moral religiosa é mais forte no Brasil do que em países com renda parecida 

Diretor de escola de Oxford analisa pesquisa global do Pew Research sobre moralidade e fé e explica por que a cultura brasileira faz do país um ponto fora da curva na questão

Mortes visíveis – o reencontro de Sérgio Ricardo, Dib Lutfi e Glauber Rocha

Contaminados pelo novo coronavírus, milhares de mulheres e homens perderam a vida – morreram de Brasil

De Quixeramobim a Oxford

Como um estudante do interior do Ceará se tornou um dos pesquisadores no rastro do genoma do Sars-CoV-2

Mais textos
2

Deus e o Diabo estão nos detalhes

Notas sobre a importância do desimportante

4

A morte e a morte do Capitão América

Baudrillard, o franco-atirador da teoria de que tudo é ilusão, mandou o Capitão América desta para a pior

5

Por que as crianças gostam de Valtidisnei

De como me perdi de minha família ao ver Pinocchio, fui parar num reformatório, e a reencontrei numa sessão de Bambi

6

Carbonos do pop

Falsos gringos e indústria cover no lado B da canção brasileira

7

A guerra do Cashmere

Como João Doria Júnior se tornou candidato a prefeito e implodiu o PSDB de São Paulo

8

Dentro do pesadelo

O governo Bolsonaro e a calamidade brasileira

9

Falta combinar no WhatsApp

Por 24 horas, a piauí acompanhou quatro grupos de caminhoneiros no aplicativo; viu minuto a minuto eles se insurgirem contra as forças federais, desprezarem o acordo de Temer e se negarem a encerrar a paralisação

10

O matemático que deu profundidade à superfície

Geômetra Manfredo do Carmo, fundador de seu campo de pesquisa no Brasil e pesquisador emérito do Impa, morre aos 89 anos