Igualdades

O Brasil se arma

Amanda Rossi e Renata Buono
22jun2020_10h52

Opresidente Jair Bolsonaro vem facilitando o acesso a armas de fogo no Brasil. Liberou a compra de armas antes restritas a forças de segurança, aumentou o prazo de validade dos registros, ampliou o número de armas e munições permitidas para atiradores e caçadores, revogou portarias com regras para rastreamento e identificação de armamento. “Estou armando o povo porque não quero uma ditadura, não dá para segurar mais”, disse o presidente na reunião ministerial de 22 de abril, cuja gravação foi divulgada por ordem do Supremo Tribunal Federal. Os dados mostram que o objetivo do presidente está se concretizando. Entre janeiro e abril de 2020, foram registradas 48,3 mil novas armas no país, o maior número para esse período nos últimos anos. Seis de cada 10 estão nas mãos de cidadãos comuns. O =igualdades retrata o aumento do número de armas no Brasil.

De janeiro a abril de 2020, foram registradas 48,3 mil novas armas no Brasil. É o maior número já registrado nesse período do ano. Equivale a mais de três vezes a média de 2015 e 2019. E a seis vezes a média de 2010 a 2014.

A cada 100 pedidos de registro de novas armas este ano, apenas 1 foi negado.

Seis de cada 10 novas armas registradas em 2020 estão nas mãos de cidadãos. Outras 3 são de órgãos públicos e 1 de servidores públicos que têm prerrogativa de porte de arma devido à função que ocupam.

A cada 100 novas armas registradas por cidadãos este ano, 32 estão na Região Sul, 25 no Sudeste, 17 no Centro-Oeste, 15 no Nordeste e 11 no Norte.

Considerando o total de armas registradas por pessoas físicas nos últimos 10 anos, Santa Catarina é o estado mais armado do país. São 44 armas para cada 10 mil habitantes. É nove vezes a taxa de armas nas mãos de pessoas físicas de São Paulo, 5 por 10 mil habitantes.

A maior parte dessas armas são para posse, não para porte. Ou seja, seus proprietários não podem andar armados nas ruas. Para cada 1 porte de arma concedido este ano, foram registradas 18 novas armas.

Entre janeiro e abril deste ano, foram concedidas 1,2 mil autorizações de porte de arma para defesa pessoal. É o maior número já registrado neste período do ano, pelo menos desde 2009, quando começam os dados. Para cada 3 novos portes de arma para defesa pessoal entre janeiro e abril do ano passado, foram concedidos outros 5 em 2020.

Fonte: Dados do Sistema Nacional de Armas fornecidos pela Lei de Acesso à Informação, Fiquem Sabendo, Instituto Sou da Paz.

Amanda Rossi (siga @amanda_rossi no Twitter)

Jornalista, trabalhou na BBC, TV Globo e Estadão, e é autora do livro Moçambique, o Brasil é aqui

Renata Buono (siga @revistapiaui no Twitter)

Renata Buono é designer e diretora do estúdio BuonoDisegno

leia mais

Últimas Mais Lidas

Nome aos números

No dia em que o Brasil ultrapassa a marca de 500 mil mortos pela Covid-19, um pouco da história de 133 deles

Doria x Ciro, o duelo pelo terceiro lugar

O que funciona ou não nas estratégias de quem se vende como “alternativo”

Um país que vai ficando sem ar

Confira o ritmo das 500 mil mortes pela Covid-19 no Brasil

Séculos de escuridão nas Forças Armadas

Se uma mesma pessoa pedisse acesso a todos os documentos desclassificados pelo Exército desde 2013, levaria 695 anos para receber todas as respostas

Cinco anos para protestos de junho de 2013, sigilo eterno para a exportação de armas

Documentos com informações sobre junho de 2013 ficaram ocultos até 2018; dados sobre armas vendidas ao Zimbábue permanecem sob sigilo industrial

A história do coveiro filósofo

Sepultador narra de que forma a filosofia alemã o ajuda a enfrentar os horrores da pandemia, como tirar o caixão de um filho das mãos da mãe ou enterrar doze pessoas no mesmo dia

Foro de Teresina #155: O apagão de Bolsonaro

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

Quinze anos de sigilo sobre “reunião da boiada” e cinco anos para relatórios do Ministério da Justiça sobre rolezinhos

Monitoramento de rolezinhos de jovens mereceu segredo por cinco anos; vídeo da reunião ministerial de abril de 2020, pelo triplo desse tempo

Candidato a animador

A não candidatura que promoveu Luciano Huck das tardes de sábado para as de domingo na Globo

Foro de Teresina ao vivo

Podcast de política da piauí terá edição especial em vídeo

Mais textos