Igualdades

O tamanho da inatividade

Marcella Ramos, Emily Almeida e Carol Cavaleiro
25fev2019_13h50

Quase metade dos 1,8 milhão de funcionários do poder público federal no Brasil são inativos. Há cerca de 803 mil aposentados, pensionistas e militares da reserva – 45% do total –, contra 998 mil servidores ativos. As figuras abaixo mostram o tamanho e o peso da inatividade no setor público, em comparações com outros setores.

 

=

Os inativos federais (civis e militares) equivalem a todos os trabalhadores da indústria têxtil…

 

 

=

… um número próximo ao dos funcionários de instituições financeiras, como bancos, corretoras e companhias de seguros.

 

 

=

O número de militares da reserva (160 mil) é equivalente ao de trabalhadores dos Correios e outras empresas de entrega.



 

 

=

Já os 643 mil funcionários públicos civis aposentados ou pensionistas são equivalentes a 21 vezes o total de empregados da Ambev no Brasil, a maior empresa de bebidas do país.

 

 

=

O INSS, órgão público que paga as aposentadorias, tem 81 mil funcionários ativos e inativos. É o mesmo número de empregados do maior grupo varejista do país, o Carrefour.

 

 

=

Com 216 mil funcionários inativos, dos quais 160 mil são militares da reserva, o Ministério da Defesa é o que tem maior número de servidores nessa situação, à frente dos ministérios da Educação (145 mil) e da Saúde (137 mil), segundo e terceiros lugares.

 

 

=

Tanto na Educação quanto na Defesa, há duas vezes mais ativos, que sustentam os inativos do ministério. Já na Saúde, a relação entre aposentados/pensionistas e funcionários na ativa é quase equivalente – 137 mil a 101 mil.

 

 

=

A Defesa, ao qual estão vinculados os militares, é o ministério que mais gasta com inativos. Foram 48 bilhões de reais em 2018. É quase duas vezes aquilo que gastaram as pastas da Educação e da Saúde, somadas.

 

 

=

Os dois ministérios que mais gastam com pessoal têm cerca de duas vezes mais ativos do que inativos na folha de pagamento. A proporção dos custos, porém, é inversa. Enquanto a Educação gasta três vezes mais com ativos do que com inativos, a Defesa tem duas vezes mais gastos com inativos do que com os seus servidores na ativa.

*

Fontes: Painel Estatístico de Pessoal/Ministério da Economia (2019), Ministério da Defesa (2019), Relação Anual de Informações Sociais/Ministério da Economia (2017), Carrefour e Ambev. Os dados não levam em consideração os servidores do Banco Central e da Agência Brasileira de Inteligência (Abin).

 

Marcella Ramos (siga @marcellamrrr no Twitter)

Repórter e coordenadora de checagem da piauí

Emily Almeida (siga @emilycfalmeida no Twitter)

Repórter da piauí

Carol Cavaleiro (siga @revistapiaui no Twitter)

Carol Cavaleiro é infografista.

leia mais

Últimas Mais Lidas

Derrota por correspondência

Filho de imigrantes brasileiros, gay e conservador, o republicano George Santos já se considerava eleito deputado federal por Nova York – até chegarem os votos retardatários pelos correios

O novo Tio Sam e o Brasil

Biden terá que reatar tratados e rever estratégia de acordos bilaterais; guerra comercial é desastre para exportações brasileiras

Foro de Teresina ao vivo no segundo turno

Saiba como acompanhar a transmissão

PT reelege, mas não renova

Se não fosse pelos prefeitos com mandato renovado, partido de Lula definharia ainda mais; siglas de direita como o Democratas avançam sobre adversários

Arco-íris na urna

Pelo menos 89 pessoas LGBT foram eleitas para as Câmaras Municipais em 69 cidades

A hora do Arenão

DEM e PP, oriundos do partido que deu sustentação à ditadura, elegem 1 140 prefeitos e lideram crescimento da velha direita

Sobra eficácia, faltam vacinas

Vacinas da Moderna e da Pfizer contra Sars-CoV-2 protegem 95 em cada 100 imunizados, mas primeiras doses já estão encomendadas para poucos e ricos países

Mais textos
2

O funcionário que não pediu perdão

Condenado por cumplicidade em crimes contra a humanidade, Maurice Papon é enterrado com a Légion d'honneur no peito

3

Molho rápido de atum

Hoje o almoço precisava sair num relâmpago e optamos por um clássico do tempo apertado, o molho de atum. As quantidades da receita abaixo podem ser dobradas e temos uma população flutuante – e hoje foram dezesseis pessoas. Usamos quatro latas de atum sólido para quase dois pacotes de massa. Mas bem que poderíamos ter usado cinco ou seis, pois quanto mais atum, melhor.

4

Sem almoço no FT

Martin Wolf alerta para os perigos da aliança entre a classe trabalhadora e a direita xenófoba

5

A vida dos outros e a minha

Memórias de uma estudante brasileira fichada pela Stasi

7

Deodoro desabafa com Floriano

Nesta carta de 21 de Agosto de 1890, dirigida a Floriano Peixoto, uma das mais contundentes e irônicas da correspondência conhecida entre os dois grandes líderes militares dos primórdios da República, marechal Deodoro da Fonseca deixa transparecer claramente seu aborrecimento.

9

A igreja de Warren Buffet

Fé e fundamentos em Omaha

10

Nota sobre o calabouço

Brás Cubas e os castigos aos escravos no Rio