Igualdades

Orçamento apertado

Ana Carolina Santos, Amanda Rossi e Renata Buono
14out2019_08h00

O fosso entre os gastos das famílias mais pobres e mais ricas no Brasil é enorme. Os dados da Pesquisa de Orçamentos Familiares (POF) mostram que o grupo mais pobre das famílias brasileiras tem gasto médio de R$ 1.494 por mês, enquanto o grupo mais rico despende o equivalente a dezoito vezes esse valor (R$ 27.234). Em um mês, o total que uma família mais rica investe em educação é igual a todas as despesas de uma família mais pobre. Os resultados se referem a 2018. O =igualdades desta semana é sobre o consumo das famílias brasileiras.

A família média brasileira é composta por 3 pessoas e gastou R$ 4.649 por mês, no ano passado. A divisão das despesas por cada membro da família dá R$ 1.550, 10% mais que em 2007/2008.

 

As principais despesas foram com moradia (R$ 1.377), transporte (R$ 680) e alimentação (R$ 658). Também consumiram boa parte da renda os impostos e contribuições trabalhistas (R$ 379), saúde (R$ 302) e educação (R$ 176).

 

O IBGE dividiu as 70 milhões de famílias brasileiras em sete grupos de despesas, do mais pobre para o mais rico. No grupo mais pobre, o gasto médio foi de R$ 1.494 por mês. Já o grupo mais rico gastou dezoito vezes esse valor, R$ 27.234.

 

A cada domicílio do grupo mais rico, existem nove domicílios do grupo mais pobre.

 

O valor que uma família do grupo mais pobre gasta no mês inteiro, com todos os tipos de despesas, equivale ao que uma família mais rica gasta só com educação.

 

Os gastos com a casa e com alimentação comprometem mais da metade do orçamento das famílias pobres. A cada R$ 100 em despesas, R$ 39 vão para moradia e mais R$ 22 para comida, sobrando apenas R$ 39 para pagar todas as outras contas. Já entre as famílias mais ricas, a cada R$ 100 em gastos, R$ 22 vão para habitação e R$ 8 para alimentação, sobrando R$ 70.

 

Quando o assunto é saúde, as famílias mais pobres dependem do SUS e gastam, basicamente, com remédio. De cada R$ 100 com despesas de saúde, R$ 70 foram para comprar medicamentos. Já entre as famílias mais ricas, os remédios ficaram com apenas R$ 26 de cada R$ 100 em gastos com saúde – a despesa mais alta foi com plano de saúde.

 

Os gastos com roupas e sapatos das famílias mais ricas (R$ 647) superam as despesas das famílias mais pobres com moradia (R$ 585).

Fonte: Pesquisa de Orçamentos Familiares (POF) do IBGE; dados em reais referentes a 2017/2018 atualizados pelo IGP-M (FGV).

Dados abertos: Acesse a planilha que serviu de base para a reportagem.

Ana Carolina Santos (siga @santosacarol no Twitter)

Foi estagiária de jornalismo da piauí.

Amanda Rossi

Jornalista, trabalhou na BBC, TV Globo e Estadão, e é autora do livro Moçambique, o Brasil é aqui

Renata Buono (siga @revistapiaui no Twitter)

Renata Buono é designer e diretora do estúdio BuonoDisegno

leia mais

Últimas Mais Lidas

Foro de Teresina #85: A política de Moro, os negócios de Wajngarten e o nazismo na Cultura

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

Os ‘facilitadores’ que ajudaram a família Santos a acumular fortuna

De empresários a contadores, passando por consultores e advogados, a rede de relações que a mulher mais rica da África construiu para proteger seu império

Como o dinheiro desviado de Angola veio parar na Paraíba 

Inquérito da PF obtido pela Pública acusa político próximo do ex-presidente angolano José  Eduardo dos Santos e sua filha Isabel dos Santos de lavar dinheiro de corrupção no Nordeste

Uma Mulher Alta – título banal, belo filme

Inspirado em livro de jornalista vencedora do Nobel, filme aborda traumas de duas ex-combatentes

O império de Isabel

Como a filha do ex-presidente de Angola aproveitou o poder político do pai para, com empresas de fachada e informações privilegiadas, se tornar a mulher mais rica da África

Prejuízo em cacho

Petrobras enterra centenas de milhões de reais em projeto de  biocombustível a partir do dendê – que não produziu nem um litro de óleo

Foro de Teresina #84: Ascensão evangélica, Democracia em Vertigem e a Aliança pelo Brasil

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

O Paraíso Deve Ser Aqui – o que sobrará da mediocridade imposta?

Humor lacônico de cineasta palestino faz refletir sobre como estado policial estende seus tentáculos pelo mundo

Mais textos
1

Prejuízo em cacho

Petrobras enterra centenas de milhões de reais em projeto de  biocombustível a partir do dendê – que não produziu nem um litro de óleo

2

O império de Isabel

Como a filha do ex-presidente de Angola aproveitou o poder político do pai para, com empresas de fachada e informações privilegiadas, se tornar a mulher mais rica da África

6

O radical

Como Roberto Alvim faz teatro

7

Como o dinheiro desviado de Angola veio parar na Paraíba 

Inquérito da PF obtido pela Pública acusa político próximo do ex-presidente angolano José  Eduardo dos Santos e sua filha Isabel dos Santos de lavar dinheiro de corrupção no Nordeste

8

Foro de Teresina #84: Ascensão evangélica, Democracia em Vertigem e a Aliança pelo Brasil

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

9

História de uma amizade

Como Emílio Odebrecht conheceu Lula e o que aconteceu depois