Igualdades

A polícia que mais mata

Luigi Mazza, Amanda Rossi e Renata Buono
26ago2019_06h18

A polícia do estado do Rio de Janeiro é a mais letal do Brasil. Em 2018, foi responsável pelas mortes de 9 a cada 100 mil habitantes – uma taxa três vezes e meia maior que nos demais estados do país. O número de vítimas da polícia fluminense vem crescendo de forma ininterrupta há cinco anos. Em 2018, foi recorde. Os dados iniciais de 2019 apontam para nova alta. De janeiro a julho, policiais do Rio de Janeiro mataram 1.075 pessoas – o dobro de mortes cometidas pela polícia dos Estados Unidos nesse mesmo período. Esta semana, o =igualdades explica em números a violência policial do Rio de Janeiro.

Em 2018, a taxa de mortos pela polícia no Rio de Janeiro (9 a cada 100 mil habitantes) foi cerca de 5 vezes a taxa de mortes provocadas pela polícia em São Paulo (2 a cada 100 mil).

No Brasil, 6.160 pessoas morreram nas mãos da polícia em 2018. Dessas, 1.534 foram mortas no Rio de Janeiro. Ou seja, a cada 4 mortes cometidas pela polícia no Brasil, 1 foi no Rio de Janeiro.

Os assassinatos cometidos pela polícia no estado do Rio de Janeiro vêm crescendo desde 2014. Naquele ano, foram 584 vítimas da polícia. Em 2018, o número quase triplicou, chegando a 1.534 mortes, um recorde histórico.

Os números iniciais de 2019 indicam que o recorde de 2018 pode ser superado. Nos primeiros sete meses do ano passado, a polícia matou 899 pessoas – em média, 29 por semana. Já de janeiro a julho deste ano, foram 1.075 mortos – em média, 35 por semana. Nos últimos vinte anos, a polícia carioca nunca havia matado tanto em um período de sete meses.

O número de pessoas mortas pela polícia do Rio entre janeiro e julho deste ano, 1.075, é o dobro de todas as mortes causadas pela polícia nos Estados Unidos nesse mesmo período (528). Os Estados Unidos têm 19 vezes a população do estado do Rio.

De cada 13 mortos pela polícia no Rio de Janeiro no ano passado, 7 eram pardos, 4 pretos e 2 brancos. A declaração de cor das vítimas é feita pelo próprio policial no momento em que a ocorrência é registrada.

O Rio de Janeiro também é um dos estados do Brasil onde mais morrem policiais. Entre janeiro e julho deste ano, 29 policiais militares foram mortos em serviço e fora dele. Ainda assim, para cada agente morto em 2019 no Rio, 37 pessoas foram mortas por policiais.

 

Fontes: Instituto de Segurança Pública (ISP); Monitor da Violência; IBGE; United States Census Bureau; Polícia Militar do Rio de Janeiro; The Washington Post.

Luigi Mazza (siga @LuigiMazzza no Twitter)

Repórter da piauí, produtor da rádio piauí e diretor do podcast Foro de Teresina

Amanda Rossi

Jornalista, trabalhou na BBC, TV Globo e Estadão, e é autora do livro Moçambique, o Brasil é aqui

Renata Buono (siga @revistapiaui no Twitter)

Renata Buono é designer e diretora do estúdio BuonoDisegno

leia mais

Últimas Mais Lidas

Fragmentos de vida e morte

Os 300 dias de luto e espera das famílias de pessoas engolidas pela lama em Brumadinho

Foro de Teresina #77: Lula solto, crise na Bolívia e o novo partido de Bolsonaro

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

Trégua negociada atrás das grades

Documento do sistema penitenciário mostra como chefes do tráfico presos em Rondônia disputam à distância o controle da Rocinha

Bolsonaro, Marielle e a tempestade no Twitter

Entre os voos para Brasília e a presença do então deputado na Câmara, tempo apertado afasta hipótese de que Bolsonaro estivesse no Rio para receber acusado de matar vereadora  

Ruptura de bolsonaristas com PSL ganhou asas no Twitter

Disputa por controle do partido impulsionou menções a Eduardo e Joice na rede

Scorsese pede para se explicar

Quem sonha em fazer filmes enfrenta situação brutal, afirma cineasta

Silêncio na “República de Curitiba”

Com Lula solto, acampamentos de militantes se desfazem, e capital paranaense volta à rotina

Projeto da piauí é um dos vencedores de desafio do Google

"Refinaria de Histórias" vai transformar reportagens em séries, filmes e documentários

Mais textos
1

Trégua negociada atrás das grades

Documento do sistema penitenciário mostra como chefes do tráfico presos em Rondônia disputam à distância o controle da Rocinha

2

Bolsonaro, Marielle e a tempestade no Twitter

Entre os voos para Brasília e a presença do então deputado na Câmara, tempo apertado afasta hipótese de que Bolsonaro estivesse no Rio para receber acusado de matar vereadora  

3

A vida dos outros e a minha

Memórias de uma estudante brasileira fichada pela Stasi

4

Silêncio na “República de Curitiba”

Com Lula solto, acampamentos de militantes se desfazem, e capital paranaense volta à rotina

5

Começo para uma história sem fim

Como uma foto, um porteiro e um livro de registros complicaram ainda mais a investigação do caso Marielle

6

A chicana

Uma floresta contra o autódromo de Crivella e Bolsonaro

7

O estelionatário

O brasileiro que enganou um mafioso italiano, políticos panamenhos e Donald Trump

9

Scorsese pede para se explicar

Quem sonha em fazer filmes enfrenta situação brutal, afirma cineasta

10

Foro de Teresina #77: Lula solto, crise na Bolívia e o novo partido de Bolsonaro

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana