Igualdades

No futuro, um Brasil com menos gente

Luigi Mazza e Renata Buono
01jul2019_08h09

O Brasil entrou no século XXI como a quinta nação mais populosa do mundo, mas sairá dele na 12ª posição do ranking global. O país já foi desbancado pelo Paquistão, que nos últimos anos tem crescido em ritmo acelerado: a cada brasileiro que vem ao mundo, nascem dois paquistaneses. Nas próximas décadas, será a vez de países africanos como Nigéria, Angola e Tanzânia ultrapassarem o Brasil. Enquanto reduz seu ritmo de crescimento, a população brasileira envelhece rapidamente. Em 1985, apenas 6% dos brasileiros eram idosos. Em 2015, os mais velhos já eram 12% da população.

Entre 2015 e 2019, a população brasileira aumentou em 6,5 milhões de pessoas. A população da Nigéria cresceu o triplo disso no mesmo período (19,8 milhões).

Hoje, a população do Brasil é igual à da Nigéria. Em 2055, haverá o dobro de pessoas vivendo na Nigéria.

Para cada pessoa que nasce hoje no Brasil, duas nascem no Paquistão.

Em 2008, uma a cada quatro mortes no Brasil era de pessoas com 80 anos ou mais. Em 2017, uma a cada três mortes era de pessoas nessa mesma faixa etária.

Em 1985, no Brasil, para cada criança com até 1 ano de idade havia uma pessoa com mais de 60 anos. Já em 2015, para cada criança nessa faixa etária, havia quatro idosos.

Em 2010, a proporção de idosos no Uruguai – onde os idosos têm maior peso na população, entre vários países da América do Sul – era quase duas vezes a do Brasil. Em 2050, os dois países terão a mesma proporção de idosos.

No Catar, país com a menor proporção de mulheres, há três homens para cada mulher. Na Letônia, país com a maior proporção de mulheres, há quase duas mulheres para cada homem.

A população de mulheres na Índia (656,2 milhões) é igual à população total de toda a América Latina mais Caribe (648 milhões).

Fontes: Departamento de Assuntos Econômicos e Sociais das Nações Unidas (ONU); Ministério da Saúde.

 

* O título deste texto foi modificado às 12h do dia 2 de julho após reclamações de leitores.

Luigi Mazza (siga @LuigiMazzza no Twitter)

Repórter da piauí, produtor da rádio piauí e diretor do podcast Foro de Teresina

Renata Buono (siga @revistapiaui no Twitter)

Renata Buono é designer e diretora do estúdio BuonoDisegno

leia mais

Últimas Mais Lidas

Bolsonaro, Marielle e a tempestade no Twitter

Entre os voos para Brasília e a presença do então deputado na Câmara, tempo apertado afasta hipótese de que Bolsonaro estivesse no Rio para receber acusado de matar vereadora  

Ruptura de bolsonaristas com PSL ganhou asas no Twitter

Disputa por controle do partido impulsionou menções a Eduardo e Joice na rede

Scorsese pede para se explicar

Quem sonha em fazer filmes enfrenta situação brutal, afirma cineasta

Silêncio na “República de Curitiba”

Com Lula solto, acampamentos de militantes se desfazem, e capital paranaense volta à rotina

Projeto da piauí é um dos vencedores de desafio do Google

"Refinaria de Histórias" vai transformar reportagens em séries, filmes e documentários

Maria Vai Com as Outras #6 – parte II: Trans – Gênero, corpo e trabalho

A advogada Márcia Rocha fala sobre a inserção de pessoas trans no mercado de trabalho formal

PT e aliados preparam campanha Lula-2022

Solto, ex-presidente vai percorrer o país e comandar oposição a Bolsonaro

Os donos do Supremo

Professora da FGV critica poder absoluto da presidência da Corte sobre pauta de votação: “Pode levar todo o tribunal para o buraco”

Foro de Teresina #76: O mistério da casa 58, o golpismo bolsonarista e o pacote de Paulo Guedes

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

Mais textos
1

Começo para uma história sem fim

Como uma foto, um porteiro e um livro de registros complicaram ainda mais a investigação do caso Marielle

2

O estelionatário

O brasileiro que enganou um mafioso italiano, políticos panamenhos e Donald Trump

4

PT e aliados preparam campanha Lula-2022

Solto, ex-presidente vai percorrer o país e comandar oposição a Bolsonaro

6

Os donos do Supremo

Professora da FGV critica poder absoluto da presidência da Corte sobre pauta de votação: “Pode levar todo o tribunal para o buraco”

7

Foro de Teresina #76: O mistério da casa 58, o golpismo bolsonarista e o pacote de Paulo Guedes

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

8

Na piauí_158

A capa e os destaques da revista que começa a chegar às bancas

9

Silêncio na “República de Curitiba”

Com Lula solto, acampamentos de militantes se desfazem, e capital paranaense volta à rotina

10

A vida dos outros e a minha

Memórias de uma estudante brasileira fichada pela Stasi