Na cracolândia, Doria anuncia troca de droga por farinata

20out2017_17h28

WHITE SMOKE DISTRICT – Tudo, exceto os fatos, indicam que Doria encontrou o seu pré-sal. A farinata, composto preparado a partir de alimentos com datas de validade iminentes, tem sido usada pelo prefeito de São Paulo para incrementar a merenda escolar e tapar buracos nas marginais. Na manhã desta sexta-feira, na Cracolândia, o tucano revelou a última aplicação do granulado no anúncio do programa ‘Vencidos Pela Paz’.

Reagindo às polêmicas da última semana, quando foi acusado de distribuir ‘ração de pobre’ para a população em situação de rua, o prefeito afirmou “é óbvio que os alimentos de que é feita a farinha estão vencios. Quem gosta de perdedor é sociólogo”, enquanto fazia um v na horizontal com os dedos. De acordo com Doria, o composto pode ser ingerido tanto pela boca quanto pelo nariz, “sei que vocês aqui gostam de uma fumacinha. Um cachimbo só mata a fome de dois dias”, disse enquanto os dedos em v se convertiam num utensílio de inalação de crack.

OUTRO LADO

Para Ilana Szabó, especialista em segurança pública, política de drogas e fauna tucana, o programa de redução de danos de Doria é ‘inconsequente’. ‘O nome já é equivocado. Não teria que ser ‘Vencidos Pela Paz’, mas sim “Vencidos pela Boca’’, afirmou a especialista, apontando para os próprios lábios a título de demonstração. ‘Quando o prefeito resolver se alinhar ao conhecimento acadêmico e empírico, e distribuir crumbles e rolinhos primavera de farinata, ai sim começarmos a ver algum progresso’, acrescentou. Para Szabó, Doria não ‘acredita realmente’ na sua própria política de drogas’, fazendo isso antes para angariar likes e minions.