Igualdades

Autoridades pelos ares

Emily Almeida, Amanda Rossi e Renata Buono
19ago2019_09h03

Estar na linha sucessória da Presidência do Brasil ou mesmo ocupar um posto de ministro dá direito a um privilégio aéreo: solicitar voos para a Força Aérea Brasileira (FAB), nacionais ou internacionais. Ao longo dos sete primeiros meses do governo de Jair Bolsonaro, 28 autoridades requisitaram 727 voos para a FAB – mais de três por dia. Quem mais fez pedidos foi o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ). Considerado um dos principais articuladores da Reforma da Previdência, Maia acumulou um sexto de todos os voos. Não é possível saber o custo das viagens, mantido sob sigilo por cinco anos. Além disso, a FAB não divulga os voos do presidente e do vice. O =igualdades desta semana apresenta quem são as autoridades que mais cruzaram os ares com a FAB e quais foram os trajetos mais frequentes.

Os presidentes da Câmara, do Senado, do Supremo e todos os ministros podem solicitar aeronaves da FAB. De janeiro a julho deste ano, foram 727 voos – excluindo as escalas. Desses, 122 atenderam Rodrigo Maia

O ministro da Cidadania, Osmar Terra, foi o segundo que mais solicitou voos da FAB. Para cada 2 voos militares de Rodrigo Maia, Terra realizou 1.

A cada 5 vezes que Osmar Terra voou com a FAB, o ministro da Justiça e Segurança Pública Sergio Moro voou 1 vez.



O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, é a autoridade que foi para mais destinos diferentes. Sem contar os retornos para Brasília, voou 23 vezes para o Sudeste, onde vive, 8 para o Norte, 5 para o Nordeste, 3 para o Centro-Oeste, 3 para o Sul e 2 para o exterior

As autoridades transportadas pela FAB foram 208 vezes para o Sudeste e 187 vezes para todas as demais regiões juntas – excluídos os retornos para Brasília.

O principal motivo alegado para solicitar voos à FAB é trabalho. Apenas Dias Toffoli, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Davi Alcolumbre, presidente do Senado, e o ministro da Economia, Paulo Guedes, pediram mais de um voo alegando necessidades de segurança, além do motivo de serviço. Praticamente todos os voos de Toffoli e Guedes estão nessa categoria. Já no caso de Alcolumbre, pouco mais da metade.

O ministro das Relações Exteriores Ernesto Araújo é quem acumulou a maior quilometragem em voos da FAB este ano: 168,4 mil. Isso equivale a 4,2 voltas na Terra.

De janeiro a julho, todos os voos realizados pela FAB a pedido das autoridades percorreram 947 mil quilômetros. É suficiente para dar 24 voltas na Terra.

 

Fonte: Força Aérea Brasileira

Emily Almeida (siga @emilycfalmeida no Twitter)

Repórter da piauí

Amanda Rossi (siga @amanda_rossi no Twitter)

Jornalista, trabalhou na BBC, TV Globo e Estadão, e é autora do livro Moçambique, o Brasil é aqui

Renata Buono (siga @revistapiaui no Twitter)

Renata Buono é designer e diretora do estúdio BuonoDisegno

leia mais

Últimas Mais Lidas

Agonia da Cinemateca Brasileira

Desgoverno atual da República não nos anima a ter esperanças

Vacina, pressa e propaganda

No Brasil, governos prometem vacinação em massa contra Covid-19 para logo, mas laboratórios programam terminar fase de testes entre outubro de 2021 e novembro de 2022 

Compras que desmancham no ar

Durante a pandemia, denúncias de golpes em falsos leilões virtuais aumentam nove vezes em relação ao semestre anterior

Reciclando a estrada alheia

Redes bolsonaristas usam fotos antigas para atribuir ao governo Bolsonaro obras de outras gestões

A tropa de choque de Bolsonaro

Pesquisa inédita traça perfil de policiais que, em postagens públicas nas redes, defendem ideias como fechamento do Supremo e do Congresso

Uma floresta mais perto do fim

Audiência pública virtual para discutir o autódromo que destruirá Floresta do Camboatá volta a ser permitida pela Justiça na reta final

Foro de Teresina #112: A metamorfose de Bolsonaro

podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

O Minotauro da fronteira 

Como um dos chefes do PCC deixou um rastro de mortes e corrupção no Paraguai

Na piauí_167

A capa e os destaques da revista de agosto

Mais textos
4

Deus e o Diabo estão nos detalhes

Notas sobre a importância do desimportante

6

A Terra é redonda: O mundo dá voltas

Os terraplanistas estão se aproximando do poder: chegou a hora de falar deles

7

Depois do atentado

Como a morte de Marielle Franco mudou nossas vidas

8

O bigode da modernidade ataca novamente

As peripécias manhosas do brônzeo estadista que veio do Maranhão e não largou a rapadura

9

Uma biografia improvável

O que são vírus – esses parasitas que nos deram nada menos que 8% do nosso DNA