Rafael Mafei

(siga @RMafei no Twitter)

É professor da Faculdade de Direito da USP e autor de Como remover um presidente (Zahar, 2021).

histórias publicadas

Barrados no zap – por enquanto
anais da desinformação

Barrados no zap – por enquanto

Criticado por Bolsonaro, acordo entre WhatsApp e TSE é fundamental para conter as fake news até a eleição deste ano. Mas e depois?

Semipresidencialismo, a nova cartada de Lira
questões político-jurídicas

Semipresidencialismo, a nova cartada de Lira

Presidente da Câmara move-se para defender seu principado político contra o Senado e contra o próximo presidente da República

O impeachment, a lei e a realpolitik
questões jurídicas

O impeachment, a lei e a realpolitik

A pretexto de necessárias atualizações na legislação, Senado e Supremo movem-se para reequilibrar poderes com a Câmara

Opacidade fardada
aqui mando eu

Opacidade fardada

Tiro, porrada e processo disciplinar: como o governo Bolsonaro usa caminhos antijurídicos para restringir o acesso à informação no Brasil

Da ponta da praia às quatro linhas da Constituição
anais da setembrada

Da ponta da praia às quatro linhas da Constituição

Sete de Setembro desfilou nova roupagem jurídica do golpismo de Bolsonaro – a que se apropria do texto constitucional para interpretá-lo a seu modo

Jefferson na cadeia, Aras na plateia
vultos da República

Jefferson na cadeia, Aras na plateia

Comportamento tresloucado do presidente do PTB é estratégia política que se beneficia da desídia do procurador-geral da República

Controlando o tempo do impeachment
questões político-jurídicas

Controlando o tempo do impeachment

Presidente da Câmara pensa que pode, mas não tem poder de ignorar acusações contra o presidente da República por prazo a perder de vista

Terrivelmente terrível
questões político-jurídicas

Terrivelmente terrível

Diversidade religiosa faz bem a um tribunal, mas Bolsonaro quer mesmo um vendilhão da Constituição – daí vem a força de André Mendonça para chegar ao Supremo

Incompetente e enviesado
questões jurídico-políticas

Incompetente e enviesado

Decisão do Supremo reconhece parcialidade de Moro e libera caminho de Lula para 2022

A variável Lula
questões político-jurídicas

A variável Lula

Ao anular condenações de ex-presidente, Fachin abre caminho para não julgar Moro