rádio piauí

Foro de Teresina #97: Bolsonaro namora a velha política, a epidemia chega à periferia e o mundo depois do corona

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

23abr2020_17h53
ILUSTRAÇÃO: CARVALL_2020

O Foro de Teresina aborda as consequências da participação de Bolsonaro em atos contra a democracia, a evolução da pandemia no Brasil e o que será de nossas vidas depois do vírus

Bloco 1: Presidente fraco, centrão forte (02:11)
Ao mesmo tempo em que insuflava manifestantes que pediam a volta da ditadura, o presidente tentava atrair partidos fisiológicos com cargos no governo.

Bloco 2: O avanço devastador do vírus (17:17)
As UTIs estão cheias e as covas dos cemitérios, cada vez mais amplas. Mas a pressão pelo fim do isolamento social só cresce.

Bloco 3: O dia seguinte (33:03)
Os possíveis legados da pandemia sobre os hábitos, os relacionamentos, a economia e a política.



> Links citados neste episódio:

Gráfico da revista inglesa The Economist que compara a popularidade de líderes mundiais desde a declaração da pandemia pela Organização Mundial da Saúde (OMS);

Estudo com previsões para a disponibilidade de leitos no país e alternativas de mitigação, assinado pela demógrafa Marcia Castro, da Universidade de Harvard, e outros seis pesquisadores;

Pesquisa de grupo de especialistas norte-americanos que desaconselha a utilização de hidroxicloroquina aliada à azitromicina no tratamento de covid-19, publicada no jornal The New York Times;

O =igualdades desta semana, com dados sobre o afrouxamento da quarentena Brasil a fora;

Estudo chinês publicado no último domingo (19) que explicita alguns dos diferentes tipos de mutações que o vírus pode sofrer;

Relatório do Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia (Ipam) sobre o aumento no desmatamento na região.

*

O Foro de Teresina tem novos episódios sempre às quintas, a partir das 17 horas. Você encontra o podcast em tocadores como Spotify e Apple Podcasts buscando pelo nome do programa ou pode acessar a página do Foro no site da piauí. Toda quarta-feira, lançamos no YouTube o Foro Privilegiado, com os bastidores do episódio da semana.

Ficha técnica:
Apresentação: Fernando de Barros e Silva, Malu Gaspar, José Roberto de Toledo e Bernardo Esteves
Coordenação geral: Paula Scarpin
Direção: Luigi Mazza
Edição: Claudia Holanda, Évelin Argenta e Mari Romano
Produção: Mari Faria e Luiza Ferraz
Apoio de produção: Clara Rellstab e Vitor Hugo Brandalise
Produção musical, finalização e mixagem: João Jabace
Música tema: Wânya Sales e Beto Boreno
Identidade visual: João Brizzi
Ilustração: Carvall
Teaser (Foro Privilegiado): Mari Faria
Distribuição: Yasmin Santos
Coordenação digital: Kellen Moraes
Para falar com a equipe: forodeteresina@revistapiaui.com.br

mais rádio piauí

Últimas Mais Lidas

Foro de Teresina #134: Sem vacina, sem Trump, sem nada

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

Foro de Teresina #133: Pouca vacina, muita lambança

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

Sem sintoma, com Covid-19

Estudo descobre que os 29% de casos sem nenhum sintoma de Covid-19 têm a mesma...

Foro de Teresina #132: Presidente mimimi

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

E a vacina, quando vem?

Fernando Reinach explica por que demora um ano e meio para testar uma vacina (como...

Foro de Teresina #131: Para que essa ansiedade?

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

Máscara reduz seu risco e o do outro

Usar máscaras cirúrgicas reduz à metade perigo de contaminação; se o contaminado usar, probabilidade fica...

Foro de Teresina #130: À deriva, sem vacina

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

Foro de Teresina #129: O Brasil na rabeira

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

Dose errada é a certa?

AstraZeneca diz que dose menor de sua vacina contra o Sars-CoV-2 aumentou, sem querer, eficácia...

Mais textos
1

Natasha

Presente raro: a experiência metafísica e visionária de uma donzela russa, num conto que permaneceu guardado na Biblioteca do Congresso americano até o início deste ano, 31 anos após a morte do autor

2

Pontes e perdas – carta do leitor

O engenheiro civil Ubirajara Ferreira da Silva, “autor do projeto básico da ponte Forte-Redinha”, em Natal, escreve dizendo-se surpreso com os comentários feitos no post publicado semana passada. Transcrevo a seguir a carta recebida, na qual o missivista explica as razões técnicas que levaram a ponte a ser construída na foz do rio Potenji, e reconhece a ocorrência indicada de “retenções de trânsito que afligem a população, sobretudo nas horas de pico”:

3

Planos de candidatos para alfabetizar adultos são vagos

País não cumpre meta acertada com a Unesco e analfabetos são 11,5 milhões – e 4,4% dos 147 milhões de eleitores

4

“Snowden foi um herói de nosso tempo”

A pedido de piauí, o historiador Perry Anderson – autor do artigo A pátria americana, publicado nesta edição de outubro – enviou os seguintes comentários a respeito das recentes revelações sobre a espionagem cibernética dos Estados Unidos.

“O fato de nenhum país ocidental ter ousado dar asilo a Snowden diz muito sobre a realidade da Pax Americana”

5

Sinfonia para os sem-orquestra

Uma Heróica sob medida para instrumentistas espalhados pelo mundo inteiro

9

Lula se oferece para suceder Mandela

COSTA DO SAUÍPE – Profundamente abatido com o falecimento de Nelson Mandela, Lula convocou a imprensa para anunciar que está preparado para preencher a lacuna deixada pelo líder sul-africano. "O companheiro Mandela fez muita coisa boa, disso ninguém duvida. Não lhe coube, contudo, vencer a inflação, estabilizar a economia, transpor as águas do São Francisco, criar o Bolsa Família, lutar contra a pobreza, tourear a mídia burguesa, estabelecer cotas nas universidades, descobrir o Pré-Sal e difundir o Luz Para Todos”, disse. “Diante disto, ponho-me à disposição da Humanidade para sucedê-lo", concluiu, já posando para a estátua.

10

Ricardo Aronovich & Eduardo Coutinho

A foto de Eduardo Coutinho publicada na piauí 82, deste mês, foi feita por Ricardo Aronovich, o que explica a qualidade excepcional do registro.

Não tendo sido possível identificar a autoria a tempo, porém, a revista saiu sem o devido crédito, e só hoje, graças à suspeita levantada pelo próprio Coutinho ao ver a foto impressa, chegou a confirmação por e-mail do Aronovich de que a foto é mesmo dele.