rádio piauí

Maria vai com as outras #3: Mulheres no esporte

Cynthia Martins, jornalista esportiva, e Isadora Cerullo, jogadora da seleção brasileira de rugby, falam do combate a estereótipos da mulher no mundo esportivo

01jul2018_18h24
Cynthia Martins e Isadora Cerullo, convidadas do terceiro episódio, pelo traço do ilustrador Caio Borges
Cynthia Martins e Isadora Cerullo, convidadas do terceiro episódio, pelo traço do ilustrador Caio Borges

Enquanto as seleções masculinas de futebol se enfrentam na Copa do Mundo da Rússia, o Maria vai com as outras discute as histórias de sucesso e o tabu enfrentado pelas mulheres que trabalham com esporte no Brasil. Num universo notadamente masculino, elas desafiam estereótipos de feminilidade, enfrentam assédio de torcedores, preconceito de colegas, e se esforçam para provar sua autoridade ao falar de futebol, rugby, tênis, vôlei, fórmula 1 e tudo o mais que inflama multidões e piras olímpicas.

Branca Vianna conversou com duas especialistas no assunto: a repórter esportiva Cynthia Martins, e a jogadora da Seleção Brasileira de rugby Isadora Cerullo.

Bloco 1

Aos 33 anos, a jornalista Cynthia Martins tem consolidado sua carreira na cobertura esportiva. Depois de quatro anos no canal a cabo SporTV, hoje ela é uma das apresentadoras do canal de notícias BandNews, além de participar semanalmente de uma mesa-redonda sobre futebol majoritariamente feminina. Ela falou sobre o assédio nos estádios e nas redes sociais, e sobre os desafios da desigualdade de gênero que, na televisão, tem características próprias. Enquanto os repórteres homens tornam-se mais respeitados com o passar dos anos, as mulheres, conforme envelhecem, tendem a ser gradativamente afastadas das câmeras.

Cynthia falou sobre a experiência de sua colega e amiga Livia Laranjeira, que teve a sua competência questionada na cobertura da tragédia que envolveu a delegação da Chapecoense, em dezembro de 2016, e declarou seu apoio à campanha #DeixaElaTrabalhar, que pede o fim do assédio contra repórteres.

Bloco 2

Jogando pela Seleção Brasileira de rugby, Isadora Cerullo – mais conhecida como Izzy –, de 27 anos, participou das Olimpíadas de 2016 e conquistou medalha de bronze nos Jogos Pan-Americanos de 2015. Ela conta que sua carreira foi marcada pelo enfrentamento de estereótipos de gênero. O rugby, marcado pelo uso da força física, entra em colisão com a imagem de delicadeza comumente associada às mulheres. Ela, que se considera feminista, estimula colegas a desafiar os rótulos impostos às mulheres esportistas.

Em 2016, Izzy foi pedida em casamento por sua namorada, Marjorie Enya, durante cerimônia de entrega de medalhas nas Olimpíadas do Rio. Aqui você confere o vídeo desse momento.

Maria vai com as outras vai ao ar quinzenalmente às segundas-feiras pela manhã. Você também pode ouvir o podcast em outras plataformas:

 Spotify: clique aqui.
 iTunes: clique aqui.
SoundCloud: clique aqui.
 YouTube: clique aqui.
 Resultado de imagem para stitcher icone Stitcher: clique aqui.
Resultado de imagem para rss Feed: é possível acompanhar o Maria vai com as outras por outros agregadores. O RSS direto do podcast é http://mariavaicomasoutras.libsyn.com/rss

Está tendo dificuldades para ouvir o podcast nos tocadores? Confira o nosso guia.

Ficha técnica:

Apresentação: Branca Vianna
Produção: Paula Scarpin
Edição: Filipe Di Castro
Finalização e mixagem: João Jabace
Identidade visual: Cecilia Marra, Caio Borges e Paula Cardoso
Distribuição: Kellen Moraes e Luigi Mazza
Gravado no estúdio da Rádio Batuta, no Instituto Moreira Salles



mais rádio piauí

Últimas Mais Lidas

Foro de Teresina #140: A variante Bolsonaro

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

Luz no Fim da Quarentena: A melhor vacina

A vacina da Pfizer tem aprovação definitiva da Anvisa e os melhores resultados em campanhas...

Cobaias ou heróis?

Cerca de 90 voluntários serão infectados por cientistas com o SARS-COV-2 para ajudar a responder...

Foro de Teresina #139: Liberalismo adernado e o tsunami

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

Variantes demais

Mutações dos Sars-CoV-2 demandam pesquisas sobre a eficácia das vacinas contra as novas cepas e...

Foro de Teresina #138: Mais armas, menos vacinas

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

Foro de Teresina #137: Pós-Lava Jato, pré-Arenão

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

Foro de Teresina #136: Todo poder ao Arenão

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

Foro de Teresina #135: Vacina pouca, meu braço primeiro

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

Foro de Teresina #134: Sem vacina, sem Trump, sem nada

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

Mais textos
1

Bloqueio – caminhoneiros em greve

Incertezas retratadas no documentário são referência para entender as mudanças políticas no país

3

Greve de PMs no Rio faz violência despencar 40%

UPP - Com um efetivo menor de policiais militares nas ruas do Rio de Janeiro, os índices de criminalidade despencaram. Foram registradas quedas expressivas de interceptação truculenta de meliante sem camisa (65%), tapas na cara de playboy da Zona Sul (44%) e sacode em camelô (39%). Padarias e bares comemoraram a brusca diminuição do número de viaturas exigindo arrego. O comércio paralelo de cafezinhos caiu 87%. "A greve da PM é um passo importantíssimo para o processo de pacificação da cidade", explicou José Mariano Beltrame.

4

Duelo na selva

Os ingleses se preparam para ir a Manaus

5

STF afasta Nacional-URU e Corinthians volta à Libertadores

ARENA BRASÍLIA - Após suspender o mandato do deputado Eduardo Cunha, o plenário do STF iniciou o julgamento de novos casos.

6

Ciro queima pontes com o Exército

Cúpula militar reage à declaração do candidato de que general Villas Bôas “pegaria uma cana” por falar de política; de “bom quadro”, pedetista vira “insensato”

7

Em protesto contra Feliciano, Lula divulga foto beijando o espelho

ID - Ávido por se reconciliar com sua porção militante, enrustida desde que assumiu o poder em 2003, o ex-presidente em exercício Luiz Inácio da Silva postou no instagram uma foto contra o pastor Marco Feliciano. "Nunca antes na história deste país um presidente emérito havia beijado um trabalhador nordestino de origem pobre na boca", escreveu. Em seguida, associou o beijo na boca ao sucesso de seu governo e disse que ele é o pai do smak!

9

Seymour Hersh e o massacre de My Lai

Em 1969, a Guerra do Vietnã se arrastava por 14 anos e ainda contava com o apoio da maioria dos americanos. Naquele ano, o jornalista Seymour Hersh recebeu de uma fonte sigilosa a informação de que um oficial do exército americano seria julgado como responsável pelo massacre de civis em uma aldeia no Vietnã.

10

O candidato enjaulado

Há três décadas, um macaco disputou eleições em um Brasil conflagrado – poderia ser hoje