questões humanitárias

Autorretrato com pandilleros

O governo de El Salvador mimetiza a brutalidade que combate

Carlos Dada
Os presos alinhados na prisão de Izalco, em San Salvador, 25 de abril de 2020: quem protege os cidadãos quando o próprio Estado, ou parte dos seus funcionários, viola seus direitos?
Os presos alinhados na prisão de Izalco, em San Salvador, 25 de abril de 2020: quem protege os cidadãos quando o próprio Estado, ou parte dos seus funcionários, viola seus direitos? FOTO: ASSESSORIA DE IMPRENSA PRESIDENCIAL DE EL SALVADOR_AP PHOTO_GLOW IMAGES

Tradução de Sérgio Molina

As fotos têm uma estética mórbida. Filas intermináveis de pandilleros que parecem remar coordenadamente ou ensaiar uma coreografia sincronizada. Uma massa que elimina toda individualidade e privilegia a geometria do conjunto; um organismo feito de homens iguais, fabricados em série, de cabeça raspada, nus – a não ser por uma cueca –, cobertos de tatuagens, sentados de pernas abertas, com o peito encostado no homem à frente, as mãos algemadas às costas, em contato inevitável com o membro do preso de trás, que também está com as mãos algemadas, as pernas abertas e a cabeça apoiada nas costas do homem à frente. Colados um no outro, e no outro, e no outro, até onde a vista alcança. Tão colados que, se alguém conectasse uma corrente elétrica num dos extremos, ela percorreria toda a cadeia de pessoas até chegar ao outro extremo. Como um vírus.

MATÉRIA FECHADA PARA ASSINANTES

Carlos Dada

É jornalista salvadorenho e cofundador do site El Faro

Leia também

Últimas Mais Lidas

Foro de Teresina #113: Bolsonaro fura o teto

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

Agonia da Cinemateca Brasileira

Desgoverno atual da República não nos anima a ter esperanças

Vacina, pressa e propaganda

No Brasil, governos prometem vacinação em massa contra Covid-19 para logo, mas laboratórios programam terminar fase de testes entre outubro de 2021 e novembro de 2022 

Compras que desmancham no ar

Durante a pandemia, denúncias de golpes em falsos leilões virtuais aumentam nove vezes em relação ao semestre anterior

Reciclando a estrada alheia

Redes bolsonaristas usam fotos antigas para atribuir ao governo Bolsonaro obras de outras gestões

A tropa de choque de Bolsonaro

Pesquisa inédita traça perfil de policiais que, em postagens públicas nas redes, defendem ideias como fechamento do Supremo e do Congresso

Uma floresta mais perto do fim

Audiência pública virtual para discutir o autódromo que destruirá Floresta do Camboatá volta a ser permitida pela Justiça na reta final

Foro de Teresina #112: A metamorfose de Bolsonaro

podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

O Minotauro da fronteira 

Como um dos chefes do PCC deixou um rastro de mortes e corrupção no Paraguai

Mais textos
4

Deus e o Diabo estão nos detalhes

Notas sobre a importância do desimportante

6

A Terra é redonda: O mundo dá voltas

Os terraplanistas estão se aproximando do poder: chegou a hora de falar deles

7

Depois do atentado

Como a morte de Marielle Franco mudou nossas vidas

9

O bigode da modernidade ataca novamente

As peripécias manhosas do brônzeo estadista que veio do Maranhão e não largou a rapadura

10

Uma biografia improvável

O que são vírus – esses parasitas que nos deram nada menos que 8% do nosso DNA