esquina

Cãomunitário

Um vira-lata com muitos donos

Marcela Donini 
ILUSTRAÇÃO: ANDRÉS SANDOVAL_2016

“Quem é o responsável por esse vira-lata chamado Alemão? Atacou a minha cadela sem maiores motivos. O responsável pelo cão que tenha a hombridade de se identificar.” O funcionário público Edson Vallim, de 48 anos, estava furioso. Escreveu o post no grupo de Facebook Vizinhos do Centro Histórico assim que chegou em casa, às 17h10 do dia 29 de junho, uma quarta-feira. Acabara de voltar do passeio vespertino com sua cachorrinha, Farofa, de 14 anos.

Já havia algum tempo que Vallim avistava Alemão na rua Coronel Fernando Machado, no Centro Histórico de Porto Alegre. Ainda hoje, pelas manhãs, é comum ver o animal na mesma via, só que vagando pelos lados da 2ª Companhia do 9º Batalhão de Polícia Militar. Pouco antes do meio-dia, o cachorro costuma mudar de quarteirão e se postar, empertigado, diante do açougue Santo Antônio. Não raro, sai de lá com um osso, que enterrará no estacionamento da quadra seguinte, onde fica a casa do chaveiro Sergio Roberto Martins, o Chico.

MATÉRIA FECHADA PARA ASSINANTES
Para acessar, assine a piauí

Marcela Donini 

Marcela Donini é jornalista gaúcha.

Leia também

Últimas Mais Lidas

Fraturas no antipetismo

Bolsonaro não consegue unificar eleitorado que é contra Lula

Marina Silva, sem voto e sem dinheiro

Doações de pessoas físicas e crowdfunding para candidatura da Rede fracassam e campanha corta custos na reta final da disputa

Hungria, França e Brasil

Por que são críveis os acenos de Haddad ao centro

“São particulares”, diz Exército sobre caminhões usados em campanha

Veículos flagrados com propaganda de Bolsonaro e que viralizaram nas redes foram vendidos pela União, mas continuam com aparência militar

Plata o plomo

Bolsonaro depende de fisiologismo ou de autogolpe para governar

Maria vai com as outras #9: Sexo como ganha-pão

A prostituta de luxo Livia Rodrigues, a dona de uma sex shop para lésbicas e bissexuais Marcia Soares e a atriz pornô Monique Lopes falam sobre os prazeres e agruras que envolvem suas profissões

E se Bolsonaro ganhar?

A violência como plataforma de governo

Os mascates do Rio

A periferia sem crédito mantém a tradição do vendedor de porta em porta

EUA devolvem fortuna à família Hawilla

Com a morte do delator do escândalo Fifa, Justiça restitui à viúva e aos filhos patrimônio de R$ 59 milhões em dinheiro e apartamento em condomínio em ilha de Miami

Merval e a democracinha*

A polarização política, os cidadãos de bem e os inimigos da vida civilizada no país

Mais textos
1

Não foi você

Uma interpretação do bolsonarismo

2

Merval e a democracinha*

A polarização política, os cidadãos de bem e os inimigos da vida civilizada no país

3

A janela de Haddad

A vulnerabilidade de Bolsonaro e a chance do candidato do PT

4

Marcos Lisboa: “Me comparar a Paulo Guedes é demais”

Cotado como ministro da Fazenda em um governo do PT, economista responde a Ciro Gomes, que o chamou de “ultrarreacionário”

5

O fiador

A trajetória e as polêmicas do economista Paulo Guedes, o ultraliberal que se casou por conveniência com Jair Bolsonaro

6

Paulo Guedes contra o liberalismo

A história mostra que uma onda de ódio só chega ao poder quando normalizada

7

Sem a elite, sem (quase) nada

Em doze anos, Alckmin sai de 45% para 6% das intenções de voto no eleitorado que cursou universidade; eleitores migram principalmente para Bolsonaro

8

Bolsonaro não queria sair da Santa Casa

A história de como a família do presidenciável dispensou o Sírio-Libanês, contrariou a vontade do candidato de ficar em Juiz de Fora e aceitou a proposta do tesoureiro do PSL de levá-lo para o Einstein

9

Antipetismo e democracia

O candidato do PT e o candidato do PSL não são dois lados da mesma moeda

10

Ciro, a vela e o dane-se

Só ele impede segundo turno antecipado entre Bolsonaro e Haddad