esquina

Cãomunitário

Um vira-lata com muitos donos

Marcela Donini 
ILUSTRAÇÃO: ANDRÉS SANDOVAL_2016

“Quem é o responsável por esse vira-lata chamado Alemão? Atacou a minha cadela sem maiores motivos. O responsável pelo cão que tenha a hombridade de se identificar.” O funcionário público Edson Vallim, de 48 anos, estava furioso. Escreveu o post no grupo de Facebook Vizinhos do Centro Histórico assim que chegou em casa, às 17h10 do dia 29 de junho, uma quarta-feira. Acabara de voltar do passeio vespertino com sua cachorrinha, Farofa, de 14 anos.

Já havia algum tempo que Vallim avistava Alemão na rua Coronel Fernando Machado, no Centro Histórico de Porto Alegre. Ainda hoje, pelas manhãs, é comum ver o animal na mesma via, só que vagando pelos lados da 2ª Companhia do 9º Batalhão de Polícia Militar. Pouco antes do meio-dia, o cachorro costuma mudar de quarteirão e se postar, empertigado, diante do açougue Santo Antônio. Não raro, sai de lá com um osso, que enterrará no estacionamento da quadra seguinte, onde fica a casa do chaveiro Sergio Roberto Martins, o Chico.

MATÉRIA FECHADA PARA ASSINANTES
Para acessar, assine a piauí

Marcela Donini 

Marcela Donini é jornalista gaúcha.

Leia também

Últimas Mais Lidas

Médicos de menos, as doenças de sempre

A história de quatro pacientes crônicos do sertão do Ceará que estão há um mês sem os tratamentos que precisam, após a saída dos profissionais cubanos do país

Foro de Teresina #31: O escândalo do motorista, o antiministro do Meio Ambiente e o barraco do PSL

O podcast da piauí analisa os fatos mais recentes da política nacional

Na Câmara, com o novo e o seminovo

Dois deputados em primeiro mandato – um novato autêntico e o herdeiro de seis gerações de parlamentares – contam sua preparação para sobreviver em Brasília

Bloqueio – caminhoneiros em greve

Incertezas retratadas no documentário são referência para entender as mudanças políticas no país

“Me fingi de morta e assim sobrevivi”

Sobrevivente da chacina da Catedral de Campinas reconstitui a cena da tragédia, protagonizada por um assassino de família católica praticante

Mulheres de “facção”

Sem emprego formal, costureiras trabalham até 14 horas por dia para intermediários da indústria da moda, as chamadas “facções”

Olavo interrompido

Guru do governo Bolsonaro tem participação na Cúpula Conservadora das Américas frustrada pelo meio que o fez famoso, a internet

Não é só pelos 6 centavos de euro

Quem são e o que pensam os “coletes amarelos” e como lideraram um movimento popular e populista que paralisa a França há três semanas

Expansionista, Guedes sofre sua primeira derrota

Futuro ministro da Economia incluiu Apex na estrutura da sua pasta, mas perdeu a agência de comércio após disputa com Itamaraty

A vingança do analógico

Precisamos reaprender a usar a internet

Mais textos
1

Os pequenos passos do astronauta Marcos Pontes

Em reunião com cientistas em Brasília, futuro ministro da Ciência e Tecnologia mostrou ainda não estar pronto para se despir do macacão de palestrante de autoajuda

2

Olavo interrompido

Guru do governo Bolsonaro tem participação na Cúpula Conservadora das Américas frustrada pelo meio que o fez famoso, a internet

3

Não é só pelos 6 centavos de euro

Quem são e o que pensam os “coletes amarelos” e como lideraram um movimento popular e populista que paralisa a França há três semanas

4

“Me fingi de morta e assim sobrevivi”

Sobrevivente da chacina da Catedral de Campinas reconstitui a cena da tragédia, protagonizada por um assassino de família católica praticante

7

Na Câmara, com o novo e o seminovo

Dois deputados em primeiro mandato – um novato autêntico e o herdeiro de seis gerações de parlamentares – contam sua preparação para sobreviver em Brasília

8

Rakudianai

A política, a prisão, o encontro com o crocodilo, o julgamento e meu pai: lembranças de quarenta anos atrás

9

Xô, esquerda!

Pastores da Universal agora livram os fiéis de possessões comunistas?

10

Expansionista, Guedes sofre sua primeira derrota

Futuro ministro da Economia incluiu Apex na estrutura da sua pasta, mas perdeu a agência de comércio após disputa com Itamaraty