NA REVISTA

piauí_169

Outubro_2020

ou
Ver Todas

tempos da peste

Jalecos em guerra

Como a cloroquina e seu maior propagandista fraturaram a classe médica

Bernardo Esteves

tempos da peste

Depois do martelo

Florianópolis foi um exemplo no combate à pandemia – até que tudo começou a desandar

Camille Lichotti

tempos da peste

O ano da luta

A difícil batalha dos alunos pobres para conseguir estudar durante a pandemia

Tiago Coelho

tempos da peste

O elefante negro

Que doenças a floresta esconde?

João Moreira Salles

diário

“Qual facção, vagabundo?”

O violoncelista inocente que ficou cinco dias preso

Luiz Carlos da Costa Justino

questões da República

As direitas em choque

O efeito retardado da bomba Bolsonaro sobre as tribos liberais

João Gabriel de Lima

questões de política e fé

No reino do poder

O lobby discreto – e cada vez mais eficaz – dos juristas evangélicos

Luigi Mazza

despedida

Adeus à espreita

Como nós, torcedores do Barça, viveremos sem Messi?

Jordi Puntí

quadrinhos

Na boca do lobo

A menina só queria brincar

Samuca Andrade

anais da destruição

A estética do fogo

Uma visita a Paradise, cidadezinha da Califórnia destruída por um incêndio florestal

Carol Bensimon

ficção

Preservação da paz

A polícia tinha que continuar longe. Mas o que o jovem poderia fazer?

José Falero

piauí herald

The Bolsozapp Herald

A rede social menos auditada do Brasil

Olegário RibaMoney

cartuns

Cartuns de Reinaldo Figueiredo

Reinaldo Figueiredo

cartuns

Cartuns de Laerte

Laerte Coutinho

cartuns

Cartuns de Caco Galhardo

Caco Galhardo

cartuns

Cartuns de Allan Sieber

Allan Sieber

esquina

Os comunistas estão chegando

Um youtuber entre Marx, Stálin e Caetano

Luigi Mazza

Limbo internacional

Dois meses sobre uma ponte entre o Brasil e o Peru

Roberto Kaz

Joia rara

Otto Lara Resende, 13 anos, brilha como cantor

Armando Antenore

Caça ao tesouro

Um humorista que (quase) virou garimpeiro

Samária Andrade

Cinema delas

A diretora do premiado Baronesa prepara seu segundo longa

Tiago Coelho

O dedilhado misterioso

Um ano agitado para o mestre do violão gaúcho

Gustavo Zeitel

Recordo hata hoi

O diplomata goiano que criou um novo idioma

Ana Saggese

retratos do império

Guerra cultural no meu quintal

As eleições norte-americanas pela perspectiva de um brasileiro na Flórida

Marcos Caetano

questões culturais

O signo do caos

Como a Cinemateca Brasileira virou um cavalo de batalha do governo Bolsonaro

Ana Paula Sousa

chegada

Day after

O que significa voltar à normalidade no Brasil atual

Fernando de Barros e Silva

concurso literário

Meu máster chefe

O vencedor e os finalistas do mês

cartuns

Cartuns de Adão Iturrusgarai

Adão Iturrusgarai

colaboradores

Angeli [Capa], cartunista e colaborador da piauí, publicou a coletânea Todo Bob Cuspe (Companhia das Letras).

 

Fernando de Barros e Silva [Day after, p. 6] é repórter da piauí e apresentador do podcast Foro de Teresina. Ilustração de Kleber Sales.

 

Olegário RibaMoney [The BolsozApp Herald, p. 15] é sócio fundador da rede social menos auditada do Brasil. Seus ghost-writers são Roberto Kaz e Afonso Cappellaro, redatores do The piauí Herald.

 

João Gabriel de Lima [As direitas em choque, p. 18], colunista de O Estado de S. Paulo, é professor do Insper e da Faap, e autor de O Burlador de Sevilha (Companhia das Letras). Ilustração de Roberto Negreiros.

 

Luigi Mazza [No reino do poder, p. 24] é repórter da piauí e diretor do podcast Foro de Teresina. Ilustração de Caio Borges.

 

João Moreira Salles [O elefante negro, p. 30], documentarista, é editor fundador da piauí. Dirigiu SantiagoEntreatos, Notícias de uma Guerra Particular e Nelson Freire, entre outros. Ilustração de Vito Quintans.

 

Bernardo Esteves [Jalecos em guerra, p. 38], repórter da piauí e apresentador do podcast A Terra é Redonda, publicou Domingo é Dia de Ciência (Azougue). Ilustração de Caio Borges.

 

Camille Lichotti [Depois do martelo, p. 44] é estagiária da piauí. Ilustração de Beto Nejme.

 

Tiago Coelho [O ano da luta, p. 50] é repórter da piauí e roteirista.

 

Samuca Andrade [Na boca do lobo, p. 56], cartunista, ilustrador e quadrinista, publicou A Vida Por Uma Linha e Sem Palavras (edições independentes).

 

Luiz Carlos da Costa Justino [“Qual facção, vagabundo?”, p. 60] é músico e toca violoncelo na Orquestra de Cordas da Grota, em Niterói. O diário foi escrito em colaboração com o repórter Roberto Kaz. Foto de Ricardo Borges.

 

Marcos Caetano [Guerra cultural no meu quintal, p. 64] é especialista em comunicação, cronista e empreendedor nos Estados Unidos.

 

Carol Bensimon [A estética do fogo, p. 70], escritora, publicou O Clube dos Jardineiros de Fumaça (Companhia das Letras).

 

Ana Paula Sousa [O signo do caos, p. 76] é jornalista, mestre em indústrias culturais e criativas pelo King’s College, de Londres, e doutora em sociologia da cultura pela Unicamp.

 

José Falero [Preservação da paz, p. 82] é escritor, autor de Vila Sapo (Venas Abiertas). Em novembro, lança pela Todavia o romance Os Supridores, do qual foi extraído o trecho publicado nesta edição. Ilustração de Luciano Feijão.

 

Felipe Fortuna [Poesia, p. 86], poeta, ensaísta e diplomata, publicou O Mundo à Solta (Topbooks) e O Rugido do Sol (Pinakotheke).

 

Jordi Puntí [Adeus à espreita, p. 90], escritor e jornalista, publicou o romance Bagagem Perdida (Rai) e o livro-ensaio Todo Messi: Ejercicios de Estilo (Anagrama).Tradução de Sérgio Molina e Rubia Goldoni.

 

Cartuns espalhados nesta edição: Adão Iturrusgarai, Allan Sieber, Caco Galhardo, Laerte e Reinaldo Figueiredo.

 

Ilustrações de Esquina por Andrés Sandoval.