NA REVISTA

piauí_177

Junho_2021

ou
Ver Todas

anais do liberalismo

“Sou eu aqui”

Como Paulo Guedes se aferrou ao governo de um presidente nada liberal

Ana Clara Costa

vultos da República

Chega de pá, pá, pá

Como Alexandre Kalil, o prefeito de Belo Horizonte, está comendo pelas beiradas

Karla Monteiro

anais da demografia

“Certo perdeste o senso!”

Indefinição sobre o Censo expõe o obscurantismo dos poderes da República e a cegueira estatística do país

Bruno Carazza

anais do liberalismo II

A volta da alternativa

O novo keynesianismo do governo Biden e a infraestrutura no século XXI

Roberto Andrés

tempos da peste

Mais medo dos mortos que dos vivos

Como o governo de Narendra Modi perdeu o controle da pandemia

Tejas Harad

vultos da música

Imagine Martha

Dos 8 aos 80, a pianista argentina é um mundo de precisão, inteligência e paixão

Caetano Galindo

questões vultosas

Eichmann e os rinocerontes

Enquanto isso, o país assiste a uma cloroquina política

Fernando de Barros e Silva

arquivos da pintura

O tombamento de Guignard

Como a elite mineira se digladiou pela tutela do pintor

Marcelo Bortoloti

despedida

Despedida

Will Barcellos

poesia

Olha, é tanta merda

Bruna Beber

cartuns

Cartuns de Leandro Lima e Allan Sieber

Leandro Lima e Allan Sieber

esquina

O delegado da CPI da Covid

Eleitor arrependido de Bolsonaro, senador deixa depoentes afásicos

Thais Bilenky

Da mortadela à selfie

O novo chamariz para atrair o público às manifestações da direita

João Batista Jr.

A cartilha do fogo

O périplo dos bombeiros para prevenir novos incêndios no Pantanal

Raquel Freire Zangrandi

Um conto da peste

A caça ao rato que dividiu os moradores de um condomínio no Rio

Consuelo Dieguez

Os Ubers youtubers

Cenas picantes e banais num reality show sobre quatro rodas

Luigi Mazza

Exilados do sexo

Página em rede social enfrenta tabus sobre sexualidade feminina

Lianne Ceará

ensaio

Crítica com alma

Alfredo Bosi, sua obra e seu último aceno

Pedro Meira Monteiro

ficção II

Recheio

Tinha que ser o Capeta colocando sonhos imundos em sua mente

Jarid Arraes

ficção I

Transtornos hereditários

Oito histórias sobre pais e filhos

Adam Ehrlich Sachs

cartuns

Cartuns de Allan Sieber

Allan Sieber

colaboradores

Vito Quintans [Capa] é artista plástico, assina a direção de arte do jogo virtual Lampião Verde – A Maldição da Botija.

 

Will Barcellos [500 mil pontos ao longo da revista] é artista plástico especializado na técnica do pontilhismo.

 

Fernando de Barros e Silva [Eichmann e os rinocerontes, p. 7] é repórter da piauí e apresentador do podcast Foro de Teresina. Ilustração de Pedro Zolli.

 

Ana Clara Costa [“Sou eu aqui”, p. 14] é repórter da piauí. Foi editora de política na Veja, editora do jornal O Globo em Brasília e editora-chefe na Época. Fotografia de Diego Bresani.

 

Leandro Lima [Cartuns a partir da p. 22] é ilustrador e designer. Cartuns produzidos em colaboração com Allan Sieber, humorista, quadrinista e artista plástico, autor de Perca Amigos, Pergunte-me Como (Mórula).

 

Roberto Andrés [A volta da alternativa, p. 26] é urbanista e professor da UFMG. Foi um dos fundadores da revista Piseagrama e da iniciativa Nossa América Verde.

 

Bruno Carazza [“Certo perdeste o senso!”, p. 32] é professor do Ibmec, colunista do Valor Econômico e autor de Dinheiro, Eleições e Poder: As Engrenagens do Sistema Político Brasileiro (Companhia das Letras).

 

Karla Monteiro [Chega de pá, pá, pá, p. 42], jornalista, é autora de Samuel Wainer: O Homem que Estava Lá (Companhia das Letras).

 

Tejas Harad [Mais medo dos mortos que dos vivos, p. 50], jornalista indiano, trabalha na Economic & Political Weekly, a principal publicação de ciências sociais da Índia. No ano passado, criou o site The Satyashodhak. Tradução de Rogério Galindo.

 

Caetano W. Galindo [Imagine Martha, p. 56], escritor e tradutor, publicou Sim, Eu Digo Sim: Uma Visita Guiada ao Ulysses de James Joyce e Sobre os Canibais, ambos pela Companhia das Letras.

 

Pedro Meira Monteiro [Crítica com alma, p. 60] é professor de literatura brasileira em Princeton. Autor de Conta-gotas (e-galáxia) e A Queda do Aventureiro (Relicário).

 

Marcelo Bortoloti [O tombamento de Guignard, p. 68] é jornalista e doutor em literatura brasileira pela UFRJ. O texto é um trecho do livro Guignard: Anjo Mutilado, a ser lançado neste mês pela Companhia das Letras.

 

Adam Ehrlich Sachs [Transtornos hereditários, p. 76] é escritor norte-americano. Os contos integram o livro Inherited Disorders: Stories, Parables & Problems (Regan Arts). Tradução de Rogério Galindo. Ilustração de Roberto Negreiros.

 

Jarid Arraes [Recheio, p. 80] é escritora, cordelista e poeta. Publicou Redemoinho em Dia Quente (Alfaguara), vencedor do Prêmio Biblioteca Nacional e do Prêmio APCA de Literatura na categoria Contos. Ilustração de Bárbara Quintino.

 

Bruna Beber [Poesia, p. 83] é poeta, tradutora e mestre em teoria e história literária pela Unicamp.Publicou Ladainha e Rua da Padaria (Record). Ilustração de Maria Eugênia.

 

Nota: As informações distribuídas entre os 500 mil pontos ao longo desta edição foram retiradas do portal inumeraveis.com.br e de obituários publicados pela Folha de S.Paulo.

 

Ilustrações de Esquina por Andrés Sandoval.