Questões da Ciência

Saldão da ciência aberta

Os entusiastas da ciência publicada em periódicos de acesso gratuito comemoraram esta semana o anúncio do lançamento de uma nova revista aberta. Com previsão de estreia no segundo semestre, a PeerJ promete cobrar dos autores uma taxa única de publicação de 99 dólares, até trinta vezes menor do que a praticada por periódicos que adotam o mesmo modelo de custeamento.

Bernardo Esteves
10maio2012_14h21

Os entusiastas da ciência publicada em periódicos de acesso gratuito comemoraram esta semana o anúncio do lançamento de uma nova revista aberta. Com previsão de estreia no segundo semestre, a promete cobrar dos autores uma taxa única de publicação de 99 dólares, até trinta vezes menor do que a praticada por periódicos que adotam o mesmo modelo de custeamento.

Em parte das revistas abertas – o exemplo mais emblemático é o das publicações do grupo PLoS (sigla em inglês para Biblioteca Pública de Ciência) –, os custos editoriais são transferidos dos leitores para os autores, que pagam uma taxa para publicar um artigo. A ideia por trás dessa mudança é que esses custos passem a ser incluídos nos projetos de pesquisa e absorvidos pelas agências que os financiam. Ainda assim, a medida onera pesquisadores independentes e de países com menos recursos para a ciência.

As taxas de publicação cobradas pela PLoS vão de 1300 a 2900 dólares [de 2500 a 5700 reais], dependendo da revista em que se quer publicar. A PeerJ promete uma redução radical nesses valores com uma cobrança única de 99 dólares [190 reais]. Mais do que uma taxa de publicação a ser paga para cada artigo, ela dará aos pesquisadores o status de associados à nova revista e permitirá que submetam um número ilimitado de estudos.

O valor “reflete a diminuição dramática nos custos de publicação acarretada pela tecnologia atual”, segundo o site da , que oferece poucos detalhes sobre como será a nova publicação – foi anunciada para as próximas semanas uma explicação detalhada de seu funcionamento. “Taxas de assinatura faziam sentido num mundo pré-internet, mas hoje elas apenas freiam o progresso da ciência”, afirma o site. “É hora de mudar isso.”



A PeerJ deve ser capitaneada por Peter Binfield, editor da PLoS One, carro-chefe do grupo PLoS (seu desligamento foi anunciado esta semana). A nova revista promete tornar públicas as avaliações dos artigos no processo de revisão por pares – um tipo raro de transparência no ambiente da publicação acadêmica. Oferecer acesso ao material de apoio usado na elaboração dos artigos científicos e tornar seu conteúdo acessível a leigos também estão entre os objetivos da , segundo um anúncio feito no blog da revista.

O lançamento da nova revista é uma notícia a ser festejada, mas ela tem pela frente a difícil tarefa de conquistar relevância editorial e se tornar uma opção atraente para os cientistas. A reputação de um periódico não se constrói da noite para o dia. Lançada em 2006, a PLoS One tem um fator de impacto de 4,411 (o índice é usado para calcular a influência das revistas científicas). Nature e Science, dois dos periódicos multidisciplinares de maior prestígio, têm um fator de impacto de 30,98 e 29,78.

Se a PeerJ de fato emplacar, será um marco importante na história da publicação acadêmica. O anúncio do seu lançamento se dá num o momento de pressão crescente para que a ciência se torne aberta de uma vez por todas. Enquanto isso, continua crescendo o número de adesões ao manifesto The Cost of Knowledge: já são mais de 11 mil os signatários da petição capitaneada pelo matemático Timothy Gowers para defender o boicote acadêmico à Elsevier, maior editora de periódicos científicos do mundo.

(foto: The Consumerist – CC 2.0 BY)

Leia também:
Em tempo real
Pé de guerra
Raio X da ciência aberta

Bernardo Esteves (siga @besteves no Twitter)

Repórter da piauí desde 2010, é autor do livro Domingo É Dia de Ciência, da Azougue Editorial

Leia também

Últimas Mais Lidas

Virada eleitoral: missão (im)possível?

Só uma em cada quatro disputas de segundo turno teve reviravolta em relação ao primeiro nas últimas seis eleições municipais

Parente é serpente, visse!

Disputa ferrenha no Recife expõe influência da viúva de Eduardo Campos na campanha do filho João; aliança pró-Marília Arraes reúne de Lula a figuras próximas do bolsonarismo

A morte de um cinema de rua

Empresário que administrou por dez anos o Cine Joia, em Copacabana, relata crise que levou o cinema a fechar as portas após oito meses de pandemia

Assassinato no supermercado

Inépcia e inoperância do governo federal desautorizam expectativas favoráveis em qualquer frente - inclusive no audiovisual

Derrota por correspondência

Filho de imigrantes brasileiros, gay e conservador, o republicano George Santos já se considerava eleito deputado federal por Nova York – até chegarem os votos retardatários pelos correios

O novo Tio Sam e o Brasil

Biden terá que reatar tratados e rever estratégia de acordos bilaterais; guerra comercial é desastre para exportações brasileiras

Foro de Teresina ao vivo no segundo turno

Saiba como acompanhar a transmissão

PT reelege, mas não renova

Se não fosse pelos prefeitos com mandato renovado, partido de Lula definharia ainda mais; siglas de direita como o Democratas avançam sobre adversários

Mais textos
3

Sarney decide encerrar a carreira

BRASILIA - Em entrevista ao Fantástico de ontem, o senador José Sarney anunciou que abandonará a política. "Eu queria continuar, mas não consigo. Penso na nomeação de uma prima de terceiro grau, mas não executo como quero. Tá na hora. Mas foi lindo pra caramba, " disse, emocionado, a Patrícia Poeta.

4

The BolsozApp Herald

A rede social mais patriótica do Brasil

5

Lula e o eleitor do agreste

Trabalhadores rurais de Alagoas entendem que ele se envolveu com corrupção, mas não deve ser punido diante da “lama geral”

6

Ele e eu – Dziga Vertov em apuros

Biografia de cineasta russo lembra relação estreita entre arte e resistência

7

Um esporte individual

Já nos acréscimos, o São Paulo perdia por dois a um e Ganso bateu uma dessas faltas que viraram moda: levantada na área, a bola passou por todo mundo, o goleiro ficou com aquela cara de qualé, e pronto. Barbante e jogo empatado. Mas que nada: quando a bola ultrapassava a linha, o centroavante Aloísio, certamente para somar um golzinho a mais na artilharia, empurrou-a pra dentro com a mão.

8

Revoltada, Nana Gouvêa sensualiza de biquini preto

EGO - Super inn na tendência new revolt iniciada por Susana Vieira e seguida pela família de Carla Perez, Nana Gouvêa realizou um ensaio sensual vestindo apenas um biquininho preto. "Como sou uma modelo e manequim à frente do meu tempo, resolvi ir além: sensualizei com peças de roupa que expressam metaforicamente o tamanho da decência que restou ao STF", explicou Nana, professoral.

9

PT e aliados preparam campanha Lula-2022

Solto, ex-presidente vai percorrer o país e comandar oposição a Bolsonaro

10

Documentos vazados revelam que governo brasileiro é um tédio

BRASÍLIA - O vazamento dos telegramas diplomáticos americanos pelo site WikiLeaks vem causando grande constrangimento ao governo brasileiro. Uma fonte ligada ao Itamaraty revelou que cada nova revelação aumenta o sentimento de desconforto do Palácio do Planalto em relação à condução da política externa brasileira.