Igualdades

País de privilegiados

Luigi Mazza e Renata Buono
15abr2019_09h54

Num mesmo Brasil, há ao mesmo tempo dois países. De um lado, 122 milhões de pessoas – ou 59% da população – sobrevivem com renda de até um salário mínimo. De outro, um pequeno grupo de 2 milhões de pessoas concentra a mesma quantidade de dinheiro que 40% da população. Há desigualdade até no clube dos ricos: os mais afortunados de Brasília têm renda muito superior à dos ricos de outros estados. Nesta semana, a desigualdade brasileira é o assunto do =igualdades, seção dedicada a comparações visuais.

Um brasileiro que está entre o 1% mais rico da população tem renda equivalente à de quarenta pessoas que estão entre os 40% mais pobres.

No Brasil, para cada pessoa com renda acima de 5 mil reais, há catorze pessoas que recebem menos de 1 mil reais.

Ao todo, mais de 63 milhões de brasileiros vivem com renda de até meio salário mínimo (468 reais, segundo valores de 2017). Isso é o equivalente à população de duas Venezuelas.

A probabilidade de encontrar alguém abaixo da linha da pobreza no Maranhão é três vezes maior do que encontrar alguém nessa mesma situação em São Paulo.

No entanto, o número absoluto de pessoas abaixo da linha da pobreza no Maranhão (3,7 milhões) é quase metade do de São Paulo (6,7 milhões).

No Brasil, para cada pessoa branca que vive em um domicílio sem banheiro exclusivo, há quatro pessoas negras na mesma condição.

Os 10% mais ricos do Distrito Federal têm rendimento médio três vezes maior que os 10% mais ricos do Tocantins.

 

Fonte: Síntese de Indicadores Sociais do IBGE, 2018.

Luigi Mazza (siga @LuigiMazzza no Twitter)

Repórter da piauí e produtor da rádio piauí

Renata Buono (siga @revistapiaui no Twitter)

Renata Buono é designer e diretora do estúdio BuonoDisegno

leia mais

Últimas Mais Lidas

Sem máscara, no meio da fumaça

Entre o combate às queimadas e o resgate frustrado de um bicho-preguiça, a rotina de trabalho de um bombeiro na Amazônia em chamas

Foro de Teresina #69: O racha no bolsonarismo, as derrotas do Posto Ipiranga e a farra do fundo eleitoral

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

O patriotismo como negócio

Vendas da Semana do Brasil, criada para incentivar consumo apelando ao Sete de Setembro, ficam 40% abaixo do esperado pelo governo

Maria Vai Com as Outras #3: Quero ser mãe, não quero ser mãe

Uma editora e uma advogada e escritora falam sobre os desdobramentos na vida de uma mulher quando ela decide ter ou não ter filhos

Vítimas de Mariana cobram R$ 25 bi de mineradora BHP na Inglaterra

Juiz deve decidir em junho se vai julgar o processo, o maior em número de vítimas da história do Reino Unido

Passarinho vira radar de poluição

Pesquisadores usam sangue de pardais para medir estrago de fumaça de carros e caminhões em seres vivos

Foro de Teresina #68: Censura na Bienal, segredos da Lava Jato e um retrato da violência brasileira

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

Presos da Lava Jato unidos contra os ratos e o tédio

Condenados por crimes de colarinho-branco já caçaram roedores e fizeram faxina em complexo penal; transferidos para hospital penitenciário e sem ter o que fazer, gastam o tempo com dominó  

Mais textos
1

Que falta faz uma boa direita

Bolsonaro e o liberalismo no Brasil

3

O patriotismo como negócio

Vendas da Semana do Brasil, criada para incentivar consumo apelando ao Sete de Setembro, ficam 40% abaixo do esperado pelo governo

4

Vítimas de Mariana cobram R$ 25 bi de mineradora BHP na Inglaterra

Juiz deve decidir em junho se vai julgar o processo, o maior em número de vítimas da história do Reino Unido

5

A casa da memória

Mentir para tratar a demência

7

Sem máscara, no meio da fumaça

Entre o combate às queimadas e o resgate frustrado de um bicho-preguiça, a rotina de trabalho de um bombeiro na Amazônia em chamas

8

Foro de Teresina #69: O racha no bolsonarismo, as derrotas do Posto Ipiranga e a farra do fundo eleitoral

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

9

A metástase

O assassinato de Marielle Franco e o avanço das milícias no Rio

10

Bacurau – celebração da barbárie

Filme exalta de modo inquietante parceria entre povo desassistido e bandidos