Após reclamações pelo fim do Paint, Microsoft anuncia que vai acabar com Internet Explorer; EUA declaram feriado nacional

26jul2017_14h37

SILICONE VALLEY – O anúncio do fim do Paint, programa de pintura virtual, deu um tom melancólico ao início da semana de muitos usuários do Windows. Protestos se espalharam por toda a internet. O maior deles ocorreu em Miami, onde o artista visual Romero Britto, chorando copiosamente, liderou uma marcha fúnebre: “toda a minha obra foi criada com no Paint”, lamentou.

 

Bill Gates, fundador da Microsoft, viu-se forçado a vir a público com uma mensagem tranquilizadora. “Não há motivo para tristeza”, afirmou o americano, vestido de papai noel, “estávamos guardando essa mensagem tão alegre para o Natal, mas decidimos antecipar. Vamos acabar com o Internet Explorer!”, bradou. Minutos depois, o governo americano declarou o 25 de julho feriado nacional e o Papa Francisco considerou o ação um “grande gesto de misericórdia”.