Caso não feche com a PF, Palocci pretende fazer delação a Merval

27abr2018_16h40
Depois do MPF e da PF, Palocci pretende entrar em contato com o RPM
Depois do MPF e da PF, Palocci pretende entrar em contato com o RPM

SOPA DE LETRINHAS – “A esperança é a última que morre”, disse o ex-ministro petista Antonio Palocci, a respeito da delação premiada que tem tentado firmar com a Polícia Federal. O acordo, que deve incluir detalhes sobre os ex-presidentes Dilma e Lula, foi rejeitado em tentativa anterior com o Ministério Público Federal. Caso a PF também não aprove, Palocci pretende fazer uso do que chamou de Plano Merval.

“A situação do Merval ficou muito delicada depois da prisão do Lula”, explicou Palocci,  lembrando que o colunista chegou a virar garoto do tempo por não encontrar mais nada na política que fosse digno de ser comentado. “Minha ideia então é negociar uma redução da pena em troca de material para um ano de jornal.” Palocci está confiante: “Com uma informaçãozinha que o Moro rejeita, o Merval faz texto pra semana inteira.”

Boatos dão conta de que Palocci também anda procurando fazer delação a todo tipo de sigla que lembre PF e MPF. Já teria tentado entrar em contato com a CBF, com o Senado (responsável por derrubar a cobrança da CPMF) e com a Receita Federal (que se encarrega de expedir o CPF).