questões eleitorais

Fake news: mais de dois boatos de fraude nas urnas desmentidos por dia

Propagadas nas redes e no WhatsApp, notícias falsas tentam desacreditar eleições; um quarto das menções ao pleito no Twitter trata de urnas

Marcella Ramos
07out2018_19h04
ILUSTRAÇÃO: PAULA CARDOSO

Nas duas semanas antes do primeiro turno, agências de checagem e grupos de verificação de conteúdo publicaram 32 histórias relacionadas às urnas eletrônicas. Em todos os casos, desmentindo boatos de fraude. Esse foi um dos assuntos mais comentados dessas eleições, principalmente por incitação de Jair Bolsonaro, candidato em primeiro lugar nas pesquisas. Defensor do voto impresso, Bolsonaro já questionou a segurança das urnas repetidas vezes.

Um relatório de hoje da Diretoria de Análises de Políticas Públicas da Fundação Getulio Vargas mostra que de meia-noite até as 16 horas deste domingo, o debate sobre eleições no Twitter resultou em 2 milhões de menções. Mais de um quarto delas – 572 mil tuítes – foram sobre urnas. O assunto despertou mais interesse do que, por exemplo, os candidatos Ciro Gomes e Fernando Haddad, segundo e terceiro candidatos mais comentados na rede social, atrás de Jair Bolsonaro.

Entre as mais de três dezenas de verificações sobre fraudes nas urnas está uma publicação de um site duvidoso que afirma que o Tribunal Superior Eleitoral teria entregue códigos de segurança das urnas eletrônicas para a Venezuela. Um dos posts divulgados no Facebook com o link para o conteúdo teve mais de 208 mil interações. Esse conteúdo sobre urnas foi verificado pelo projeto Comprova, uma coalizão de checagem de conteúdo sobre as eleições formada por 24 veículos jornalísticos, incluindo a piauí. Outras quatro verificações sobre o mesmo assunto foram feitas pelo projeto.

A mais recente delas é o desmentido de um boato que circulou no WhatsApp esta semana, sobre a Polícia Federal ter apreendido uma van com urnas eletrônicas adulteradas. O boato afirmava que, dos 152 equipamentos que teriam sido confiscados, 121 estariam “preenchidas com voto para o Haddad com pelo menos 72% dos votos” e que a Record teria noticiado o ocorrido. Procurada pelo Comprova, a PF informou que não há registro de uma ocorrência do tipo. Também não há nenhuma notícia no site da Record TV sobre apreensão de urnas eletrônicas.

A Agência Lupa, assim como o Fato ou Fake, do grupo Globo, fizeram dez verificações cada sobre o tema. O Aos Fatos fez sete. A mais recentes delas foi feita hoje pelo grupo de verificação do Globo. A equipe apurou que um vídeo que circulou pela manhã, enquanto aconteciam as votações, é montagem. No vídeo, um eleitor aciona a tecla “1” e, automaticamente, aparece “13”, com a foto do candidato Fernando Haddad. O TSE explicou em suas redes sociais, na tarde deste domingo, que o conteúdo era falso. “Os vídeos não mostram o teclado da urna, onde uma pessoa digita o restante do voto. Não existe a possibilidade de a urna autocompletar o voto do eleitor”, diz a nota do Tribunal.

Marcella Ramos (siga @marcellamrrr no Twitter)

Repórter e coordenadora de checagem da piauí

Leia também

Últimas Mais Lidas

Dor e Glória – lembranças luminosas de Almodóvar

Inteligência e sensibilidade marcam filme que traduz vulnerabilidade física do diretor e de Banderas

Na era da Lava Jato, Supremo nunca afastou juiz

Tribunal recebeu 190 pedidos de suspeição de magistrados desde 2014 e rejeitou todos

Um general da ativa no centro da articulação política

Novo ministro terá de deixar Alto Comando do Exército; divergências no uso da verba de comunicação e atritos com ala olavista, inclusive Carlos Bolsonaro, explicam demissão de Santos Cruz

RBG – Ruth Bader Ginsburg, a juíza da Suprema Corte que faz diferença

Mesmo aquém de seu personagem, documentário é chance de conhecer mulher singular

Moro contra a parede

Para especialistas, conversas entre ex-juiz e Dallagnol indicam parcialidade e, no limite, podem levar Supremo a anular julgamento de Lula

Alertas mais precisos contra o desmatamento

Nova plataforma gratuita de monitoramento flagrou, em seis meses de testes, quase 900 quilômetros quadrados desmatados

Foro de Teresina #54: O trânsito de Bolsonaro, o bate-cabeça da oposição e o elogio da agressão

Podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

Mais textos
1

Excelentíssima Fux

Como a filha do ministro do STF se tornou desembargadora no Rio

2

A redenção dos cinco

Um filme sobre os rapazes presos por um estupro que não cometeram

3

Um general da ativa no centro da articulação política

Novo ministro terá de deixar Alto Comando do Exército; divergências no uso da verba de comunicação e atritos com ala olavista, inclusive Carlos Bolsonaro, explicam demissão de Santos Cruz

4
5

Moro contra a parede

Para especialistas, conversas entre ex-juiz e Dallagnol indicam parcialidade e, no limite, podem levar Supremo a anular julgamento de Lula

7

Procura-se um presidente

Dependência virtual e extremismo de Bolsonaro precipitam corrida política no campo da direita

9

Na era da Lava Jato, Supremo nunca afastou juiz

Tribunal recebeu 190 pedidos de suspeição de magistrados desde 2014 e rejeitou todos

10

Bolso esvazia bolsonarismo

Estagnação da economia é a maior razão de arrependimento de quem votou em Bolsonaro mas acha o governo ruim ou péssimo