rádio piauí

Foro de Teresina #46: Os 100 dias de governo, o marasmo na economia e a chuva (de tiros) no Rio

Podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

11abr2019_17h00
FOTOS: ANTONIO CRUZ, MARCELO CAMARGO, MARCELLO CASAL JR/AGÊNCIA BRASIL; ISAC NÓBREGA, ALAN SANTOS/PR E VIVI ZANATTA/FOLHAPRESS

Nesta semana, o Foro de Teresina avalia os 100 dias de Jair Bolsonaro na Presidência, as expectativas frustradas de crescimento da economia e as tragédias que se abateram sobre o Rio de Janeiro nos últimos dias.

Bloco 1: 100 dias de tumulto
O presidente completa 100 dias de governo em clima de confusão política e queda de popularidade. De acordo com o Datafolha, é o presidente com o maior nível de rejeição após três meses no cargo desde o fim da ditadura.

Bloco 2: Perdendo pontos no jogo das expectativas
A previsão do Banco Central para o crescimento do PIB em 2019 está caindo e o desemprego continua alto, enquanto a reforma da Previdência tramita a passos de tartaruga no Congresso.

Bloco 3: Um estado à deriva
O Rio de Janeiro vive o choque de duas tragédias: os oitenta tiros disparados por uma patrulha do Exército sobre a família do músico Evaldo Rosa dos Santos, morto na hora, e a maior chuva dos últimos 22 anos, que vitimou dez pessoas.



>Links citados neste episódio:

A pesquisa do Datafolha, que aponta a aprovação de Bolsonaro em apenas 32%.

A reportagem do Estadão que afirma que Bolsonaro age como avalista de “memes”.

Os dois artigos do filósofo Marcos Nobre sobre Bolsonaro publicados nas revistas piauí de dezembro e de abril.

A matéria da repórter da piauí Consuelo Dieguez sobre a demissão de Mario Vilalva, ex-presidente da Apex.

The BolsozApp Herald, publicado na piauí de abril, que brinca com o fato de o chanceler Ernesto Araújo ficar de fora das decisões do governo.

A entrevista que o novo ministro da Educação, Abraham Weintraub, concedeu à repórter Renata Agostini, do Estadão.

A palestra de Weintraub na Cúpula Conservadora das Américas, evento organizado por Eduardo Bolsonaro e realizado em Foz do Iguaçu (PR), em dezembro.

A matéria do site Direto da Ciência, do jornalista Maurício Tuffani, sobre Weintraub ter publicado o mesmo trabalho sobre Previdência em duas revistas cujas normas editoriais exigem ineditismo.

A entrevista de Bolsonaro na rádio Jovem Pan, em que o presidente criticou o líder do governo na Câmara, Major Vitor Hugo.

A pesquisa do Datafolha que mostra que 51% dos brasileiros são contra a reforma da Previdência.

O balanço preliminar, feito pela Ouvidoria das Polícias, que aponta o aumento de 46% no número de mortes em confrontos com a Polícia Militar do estado de São Paulo.

A coluna de Bernardo Mello Franco, “Oitenta tiros e nenhum tuíte”, no jornal O Globo, sobre Bolsonaro não ter nem ao menos tuitado sobre o assassinato performado pelo Exército na zona norte do Rio.

O levantamento feito pela Agência Pública que contabilizou pelo menos 32 mortes com o envolvimento das Forças Armadas.

A entrevista que o ministro Sergio Moro deu ao programa Conversa com Bial, da Rede Globo, em que fala que “o Exército vai apurar” a execução do músico Evaldo Rosa dos Santos, de 51 anos, na zona norte do Rio.

A sequência de tuítes do historiador Luiz Antonio Simas sobre as chuvas que assolam a cidade do Rio de Janeiro desde o século XVI.

A entrevista do climatologista Carlos Nobre à Rede Globo, em que afirma que o Rio de Janeiro está pelo menos 1,5°C mais quente.

O perfil de Henrique Meirelles, escrito por Malu Gaspar, e publicado na edição 134 da piauí.

*

Ficha técnica:
Apresentação: Fernando de Barros e Silva, José Roberto de Toledo e Malu Gaspar
Direção: Paula Scarpin
Edição: Mari Romano
Produção: Luigi Mazza, Mari Faria e Ana Carolina Santos
Produção musical, finalização e mixagem: João Jabace
Música tema: Wânya Sales e Beto Boreno
Técnico de som: Danny Dee
Identidade visual: João Brizzi
Ilustração: Paula Cardoso
Distribuição: Luigi Mazza, Yasmin Santos, Ana Carolina Santos e Julia Sena
Coordenação digital: Kellen Moraes
Gravado no estúdio Rastro
Para falar com a equipe: forodeteresina@revistapiaui.com.br

mais rádio piauí

Últimas Mais Lidas

Foro de Teresina #134: Sem vacina, sem Trump, sem nada

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

Foro de Teresina #133: Pouca vacina, muita lambança

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

Sem sintoma, com Covid-19

Estudo descobre que os 29% de casos sem nenhum sintoma de Covid-19 têm a mesma...

Foro de Teresina #132: Presidente mimimi

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

E a vacina, quando vem?

Fernando Reinach explica por que demora um ano e meio para testar uma vacina (como...

Foro de Teresina #131: Para que essa ansiedade?

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

Máscara reduz seu risco e o do outro

Usar máscaras cirúrgicas reduz à metade perigo de contaminação; se o contaminado usar, probabilidade fica...

Foro de Teresina #130: À deriva, sem vacina

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

Foro de Teresina #129: O Brasil na rabeira

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

Dose errada é a certa?

AstraZeneca diz que dose menor de sua vacina contra o Sars-CoV-2 aumentou, sem querer, eficácia...

Mais textos
1

Natasha

Presente raro: a experiência metafísica e visionária de uma donzela russa, num conto que permaneceu guardado na Biblioteca do Congresso americano até o início deste ano, 31 anos após a morte do autor

2

Pontes e perdas – carta do leitor

O engenheiro civil Ubirajara Ferreira da Silva, “autor do projeto básico da ponte Forte-Redinha”, em Natal, escreve dizendo-se surpreso com os comentários feitos no post publicado semana passada. Transcrevo a seguir a carta recebida, na qual o missivista explica as razões técnicas que levaram a ponte a ser construída na foz do rio Potenji, e reconhece a ocorrência indicada de “retenções de trânsito que afligem a população, sobretudo nas horas de pico”:

3

Planos de candidatos para alfabetizar adultos são vagos

País não cumpre meta acertada com a Unesco e analfabetos são 11,5 milhões – e 4,4% dos 147 milhões de eleitores

4

“Snowden foi um herói de nosso tempo”

A pedido de piauí, o historiador Perry Anderson – autor do artigo A pátria americana, publicado nesta edição de outubro – enviou os seguintes comentários a respeito das recentes revelações sobre a espionagem cibernética dos Estados Unidos.

“O fato de nenhum país ocidental ter ousado dar asilo a Snowden diz muito sobre a realidade da Pax Americana”

5

Sinfonia para os sem-orquestra

Uma Heróica sob medida para instrumentistas espalhados pelo mundo inteiro

9

Lula se oferece para suceder Mandela

COSTA DO SAUÍPE – Profundamente abatido com o falecimento de Nelson Mandela, Lula convocou a imprensa para anunciar que está preparado para preencher a lacuna deixada pelo líder sul-africano. "O companheiro Mandela fez muita coisa boa, disso ninguém duvida. Não lhe coube, contudo, vencer a inflação, estabilizar a economia, transpor as águas do São Francisco, criar o Bolsa Família, lutar contra a pobreza, tourear a mídia burguesa, estabelecer cotas nas universidades, descobrir o Pré-Sal e difundir o Luz Para Todos”, disse. “Diante disto, ponho-me à disposição da Humanidade para sucedê-lo", concluiu, já posando para a estátua.

10

Ricardo Aronovich & Eduardo Coutinho

A foto de Eduardo Coutinho publicada na piauí 82, deste mês, foi feita por Ricardo Aronovich, o que explica a qualidade excepcional do registro.

Não tendo sido possível identificar a autoria a tempo, porém, a revista saiu sem o devido crédito, e só hoje, graças à suspeita levantada pelo próprio Coutinho ao ver a foto impressa, chegou a confirmação por e-mail do Aronovich de que a foto é mesmo dele.