Após Regina na Cinemateca, Bolsonaro estuda dar a Paulo Guedes agência da Caixa

20maio2020_12h33
“A economia é o pum do palhaço engarrafado, vendido com um overcharge de 30% com os profits aplicados em contratos de futuros e debêntures”, explicou o mais novo bancário do Largo do Batata
“A economia é o pum do palhaço engarrafado, vendido com um overcharge de 30% com os profits aplicados em contratos de futuros e debêntures”, explicou o mais novo bancário do Largo do Batata

FUNDOS PERDIDOS – “Olha, gente, deixa eu contar! Eu acabo de ganhar um presente que é o sonho na vida de qualquer pessoa da área de economia, de dinheiro, da escola de Chicago. É um convite pra ser bancário na agência da Caixa do Largo do Batata, lá em São Paulo. Vou ficar ali secretariando o governo, de dentro da agência. Obrigado, presidente!”

A declaração emocionada foi dada hoje pela manhã pelo ex-ministro da Economia Paulo Guedes, que foi promovido ao posto de assistente-júnior de bancário da Caixa Econômica Federal depois de fazer o dólar ultrapassar os 6 reais (o regime de contratação é de três meses, sem carteira assinada, sem plano de saúde, sem auxílio-emergencial – e eventualmente prorrogável por mais três, a depender da performance).

“O Paulo Guedes é que nem a Regina Duarte. O que ele mais quer é ajudar o Brasil. Se indo ali pra agência do Largo do Batata, do lado da Faria Lima, perto dos seus amigos, vai fazer ele produzir muito mais, eu fico feliz”, disse o presidente Jair Bolsonaro, antes de anunciar a nomeação do contador do Clube Militar, Mario Notas Frias, para o ministério. “E tem outra coisa, tá ok? Agora o Paulo Guedes vai finalmente meter a mão no dinheiro, que é a verdadeira função de um economista.”

Arquivo
  • 2020
  • 2019
  • 2018
  • 2017
  • 2016
  • 2015
  • 2014
  • 2013
  • 2012
  • 2011
  • 2010
  • 2009
O The piauí Herald não é uma seção noticiosa, mas exclusivamente de humor, com sátiras da realidade política do Brasil.