carta de buenos aires

Estupor e tremores

A eleição presidencial e a vertigem econômica na Argentina

Josefina Licitra
O dólar subiu e baixou, o risco-país subiu e baixou, acendemos velas para que a próxima parcela do empréstimo do FMI seja liberada
O dólar subiu e baixou, o risco-país subiu e baixou, acendemos velas para que a próxima parcela do empréstimo do FMI seja liberada CREDITO: ROBERTO NEGREIROS_2019

Tradução de Sérgio Molina e Rubia Goldoni

Na segunda semana de agosto, sonhei com o dólar por três noites seguidas. Não me lembro de maiores detalhes além do principal: o dólar sempre disparava e eu sentia meu corpo em queda livre. A sensação de vertigem fazia com que eu despertasse, lançando-me no segundo pesadelo do dia: na vida real – ou, melhor dizendo, na vida que acontece na vigília –, tudo continuava a transcorrer como nos sonhos. Assim como num avião em pane, todos na Argentina estávamos perdendo o rumo, sem no entanto podermos contar com a grande vantagem dos acidentes fatais: a instantaneidade. Nos arreben-távamos aos poucos.

MATÉRIA FECHADA PARA ASSINANTES
Para acessar, assine a piauí

Josefina Licitra

Josefina Licitra, jornalista argentina, é autora de El Agua Mala: Crónica de Epecuén y las Casas Hundidas, da editora Aguilar

Leia também

Relacionadas Últimas

A oposição subterrânea na Argentina

É de dentro do metrô de Buenos Aires que vem a mais nova onda contra o presidente candidato à reeleição

Liberalismo latino-americano sob pressão

Derrota de Macri na Argentina e impopularidade de Piñera no Chile apontam para mais dificuldades de Bolsonaro com países vizinhos

Foro de Teresina #77: Lula solto, crise na Bolívia e o novo partido de Bolsonaro

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

Trégua negociada atrás das grades

Documento do sistema penitenciário mostra como chefes do tráfico presos em Rondônia disputam à distância o controle da Rocinha

Bolsonaro, Marielle e a tempestade no Twitter

Entre os voos para Brasília e a presença do então deputado na Câmara, tempo apertado afasta hipótese de que Bolsonaro estivesse no Rio para receber acusado de matar vereadora  

Ruptura de bolsonaristas com PSL ganhou asas no Twitter

Disputa por controle do partido impulsionou menções a Eduardo e Joice na rede

Scorsese pede para se explicar

Quem sonha em fazer filmes enfrenta situação brutal, afirma cineasta

Silêncio na “República de Curitiba”

Com Lula solto, acampamentos de militantes se desfazem, e capital paranaense volta à rotina

Projeto da piauí é um dos vencedores de desafio do Google

"Refinaria de Histórias" vai transformar reportagens em séries, filmes e documentários

Maria Vai Com as Outras #6 – parte II: Trans – Gênero, corpo e trabalho

A advogada Márcia Rocha fala sobre a inserção de pessoas trans no mercado de trabalho formal

PT e aliados preparam campanha Lula-2022

Solto, ex-presidente vai percorrer o país e comandar oposição a Bolsonaro

Mais textos
1

Trégua negociada atrás das grades

Documento do sistema penitenciário mostra como chefes do tráfico presos em Rondônia disputam à distância o controle da Rocinha

2

Começo para uma história sem fim

Como uma foto, um porteiro e um livro de registros complicaram ainda mais a investigação do caso Marielle

3

Bolsonaro, Marielle e a tempestade no Twitter

Entre os voos para Brasília e a presença do então deputado na Câmara, tempo apertado afasta hipótese de que Bolsonaro estivesse no Rio para receber acusado de matar vereadora  

4

A vida dos outros e a minha

Memórias de uma estudante brasileira fichada pela Stasi

5

Silêncio na “República de Curitiba”

Com Lula solto, acampamentos de militantes se desfazem, e capital paranaense volta à rotina

6

O estelionatário

O brasileiro que enganou um mafioso italiano, políticos panamenhos e Donald Trump

7

PT e aliados preparam campanha Lula-2022

Solto, ex-presidente vai percorrer o país e comandar oposição a Bolsonaro

10

O índio contra o império

Enquanto articula uma frente antiamericana com a Venezuela e o Irã, o presidente Evo Morales diz que, se a Petrobras não investir no país, confiscará os campos de gás da companhia