carta de buenos aires

Estupor e tremores

A eleição presidencial e a vertigem econômica na Argentina

Josefina Licitra
O dólar subiu e baixou, o risco-país subiu e baixou, acendemos velas para que a próxima parcela do empréstimo do FMI seja liberada
O dólar subiu e baixou, o risco-país subiu e baixou, acendemos velas para que a próxima parcela do empréstimo do FMI seja liberada CREDITO: ROBERTO NEGREIROS_2019

Tradução de Sérgio Molina e Rubia Goldoni

Na segunda semana de agosto, sonhei com o dólar por três noites seguidas. Não me lembro de maiores detalhes além do principal: o dólar sempre disparava e eu sentia meu corpo em queda livre. A sensação de vertigem fazia com que eu despertasse, lançando-me no segundo pesadelo do dia: na vida real – ou, melhor dizendo, na vida que acontece na vigília –, tudo continuava a transcorrer como nos sonhos. Assim como num avião em pane, todos na Argentina estávamos perdendo o rumo, sem no entanto podermos contar com a grande vantagem dos acidentes fatais: a instantaneidade. Nos arreben-távamos aos poucos.

MATÉRIA FECHADA PARA ASSINANTES

Josefina Licitra

Josefina Licitra, jornalista argentina, é autora de El Agua Mala: Crónica de Epecuén y las Casas Hundidas, da editora Aguilar