rádio piauí

Retrato Narrado #3 – Os anos em Brasília

Guerras e guerrilhas: Bolsonaro constrói sua narrativa no Congresso

14out2020_00h33

No terceiro episódio da série Retrato Narrado, Carol Pires refaz os passos de Jair Bolsonaro até Brasília, onde ficaria por 28 anos, até ocupar a cadeira de presidente da República. 

Uma narrativa que começa com a campanha de Bolsonaro para vereador, em 1988, quando ele e seu primeiro cabo eleitoral, Waldir Ferraz, tinham como estratégia atirar panfletos em pátios de quartéis. Hoje, Waldir, um dos mais antigos amigos do presidente, trabalha atuando em centenas de grupos de WhatsApp bolsonaristas. 

No início da carreira política, seus apoiadores estavam entre os militares de baixa patente, pelos quais Bolsonaro organizou uma Marcha pela Dignidade da Família Militar, na qual compareceram as mulheres de soldados e cadetes – passeata que ironicamente teve como hino a canção Pra não dizer que não falei das flores, de Geraldo Vandré, que tanto incomodou militares durante a ditadura e fez com que o compositor fosse exilado do país. 

Durante o protesto, Bolsonaro chamou o então presidente Fernando Collor de  “corrupto e imoral”, os ministros da Aeronáutica e da Marinha de “incompetentes”, o chefe do Estado Maior das Forças Armadas, de “omisso” e o ministro do Exército, Carlos Tinoco, de “banana”. Discurso que fez com que militares do governo cogitassem prendê-lo. 

O episódio também contextualiza como Bolsonaro passou a ser apoiado pelas altas patentes do Exército, quando torna-se porta-voz dos militares pela garantia da anistia de 1979, uma vez que o governo petista passara a falar na criação de uma Comissão da Verdade. 

Em Brasília, Carol Pires retorna ao antigo gabinete de Bolsonaro na Câmara dos Deputados, hoje ocupado pela aliada de primeira hora Carla Zambelli. É a deputado quem descreve o cômodo para o ouvinte. Ao fim da descrição, Carol conclui que o gabinete ficou parecendo “um set de uma série que deixou de ser filmada”. 

Retrato Narrado é uma série original do Spotify e da revista piauí, produzida pela Rádio Novelo.

Reportagem, roteiro e apresentação: Carol Pires
Direção: Paula Scarpin e Flora Thomson-DeVeaux
Montagem: Jordana Berg com assistência de Victoria Zanardi
Música original: Pedro Leal David
Produção: Aline Scudeller e Claudia Nogarotto 
Pesquisa: Marlos Ápyus 
Captação de som direto: Gustavo Amora em Brasília, Rodrigo Pereira e Pedro Farias no Rio de Janeiro e Rafael Bordalo em São Paulo 
Mixagem: João Jabace
Checagem: Érico Melo e Marcella Ramos
Promoção e extras: Mari Faria



Leia também

Últimas

Mãe porteira, filho educador

Jovem atua em projetos de educação popular que incluem biblioteca e pré-vestibular comunitários em favela da Zona Oeste do Rio

Margaritas, donuts e vacina

Com pacotes a partir de 50 mil reais por pessoa, turistas endinheirados fazem quarentena no Caribe antes de se imunizar nos Estados Unidos

Foro de Teresina #149: O Congresso entre a CPI, Bolsonaro e Lula

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

Na piauí_176

A capa e os destaques da edição de maio

“Queima” de cloroquina pré-CPI

Após 337 dias no ar, Ministério da Saúde apagou recomendação para uso da droga às vésperas de comissão ser instalada no Senado

Mais nebuloso e mais conservador

Professores respondem a tréplica de Benamê Kamu Almudras

Pseudônimo para quem?

De que forma um monólogo pode se esconder por detrás de um diálogo

Mais textos