The Piauí Herald The Piauí Herald

Por Roberto Kaz e Afonso Cappellaro (sob a supervisão do jornalista Olegário Ribamar)

Muro separará Brasil ocidental do Nordeste

10nov2014_18h25

POTSDAM – Votação realizada em urnas natalinas no Shopping Cidade Jardim mostrou que 96% dos paulistanos são a favor da construção de um muro que colocará o Brasil que produz e paga impostos de um lado, e a ameaça assistencialista bolivariana de outro. "Vamos separar o Brasil ocidental do Nordeste", anunciou João Doria Jr. "Do lado de cá das trincheiras, estaremos guarnecidos pelo superávit de masculinidade do blogueiro Rogério Constantinopla e pela verve verborrágica de Lobão, além de podermos contar com os lançamentos da Globo Filmes para alegrar nossos finais de semana nos cinemas. Em caso de balbúrdia ou rolezinhos, sempre teremos à mão o arsenal da família Bolsonaro", esclareceu. "Do lado de lá, restam a barbárie, o Brasil 247, o cinema pernambucano e a água encanada", completou.

Após encomendar 144 toneladas de mármore para revestir o lado ocidental do muro, Doria Jr. liderou uma legião de cidadãos de bens, que produzem e pagam impostos, concitando-os a arregaçar as mangas e colocar a mão na massa. "Também fizemos um crowdfunding para contratar ajudantes de pedreiro nordestinos radicados no Largo 13 de Maio", explicou.

Estarrecida com a iniciativa, Dilma Rousseff exigiu a imedita paralisação das obras. Em seguida, abriu uma licitação para a construção do muro. "Caberá ao Consórcio formado pela Odebrecht, Camargo Corrêa e Friboi a concretização do projeto", discursou. "Orçado em 189 bilhões, o muro deverá ficar pronto em 2514, quando ainda estaremos no poder", concluiu.

Leia também



PT fará consulta popular para implementação de ditadura comunista

Alckmin abre licitação para contratar chuvas

Dilma anuncia programa de inclusão socialite para a elite paulistana

Miami proíbe rolezinho de brasileiros

Arquivo
  • 2020
  • 2019
  • 2018
  • 2017
  • 2016
  • 2015
  • 2014
  • 2013
  • 2012
  • 2011
  • 2010
  • 2009
O The piauí Herald não é uma seção noticiosa, mas exclusivamente de humor, com sátiras da realidade política do Brasil.