Temer vai dar aula magna a homens-bomba do Estado Islâmico

20set2018_15h12
“Temer tem muito a ensinar em termos de frieza e planejamento”, afirmou um representante do Estado Islâmico
“Temer tem muito a ensinar em termos de frieza e planejamento”, afirmou um representante do Estado Islâmico

ESTALINHOS MULEKE – “O que vimos ontem foi uma aula de planejamento e execução”, afirmou um comunicado liberado pelo Estado Islâmico na manhã desta quinta-feira. “Por anos o ilustre Michel Temer vinha plantando e regando sua impopularidade, para que ela se transformasse numa arma capaz de causar enorme estrago. A aula magna nada mais é do que o reconhecimento de uma trajetória.”

A nota, assinada pelo califa Elsinho El-Mouco, foi publicada horas depois de o presidente Michel Temer postar um vídeo-bomba, na internet, lembrando que os apoiadores do candidato João Doria, do PSDB, formaram, por muito tempo, a sua própria base de apoio. Temer já vinha sendo cotado para ser o paraninfo da próxima turma do curso de Formação de Terroristas do Estado Islâmico desde duas semanas atrás, quando publicou vídeos-bomba contra Geraldo Alckmin e Fernando Haddad.

Analistas de segurança internacional já apontavam as semelhanças entre o vídeo em que Temer ataca o candidato tucano e o modus operandi da organização terrorista: “O uso das redes sociais, o olhar frio e calculista, a ameaça ao mesmo tempo clara e velada, tudo isso aponta para um relacionamento próximo entre esses dois atores do terror”, disse um oficial ligado à CIA e ao TSE.

A assessoria do Planalto não confirmou o convite, mas já bloqueou datas na agenda de Temer para as próximas semanas. Rumores indicam que o presidente também deve receber homenagens da Associação Japonesa de Kamikazes e da seleção brasileira de Luiz Felipe Scolari. Temer também foi convidado para integrar a equipe do programa Superpop, apresentado por Luciana Gimenez, onde deve apresentar um quadro em que vai tirar mais parceiros do armário das coligações.