MEC emite nota raivosa ligando Mourão à KGB

01fev2019_18h16
‘Vice-presidentes do mundo todo, uni-vos!”, tem gritado Mourão
‘Vice-presidentes do mundo todo, uni-vos!”, tem gritado Mourão

ESCOLA SEM SENTIDO – Após afirmar que o colunista d’O Globo Ancelmo Gois teria sido treinado pela KGB – o antigo serviço secreto comunista –, o Ministério da Educação fez uma segunda denúncia. Em comunicado publicado hoje pela manhã, o MEC cravou que o general Hamilton Mourão, vice-presidente da República, também teria feito cursos de terrorismo marxista na organização russa. “Esse vice falante já se manifestou a favor do aborto, do Lula e da imprensa”, reclamou o aiatolá-em-chefe do MEC, Ricardo Vélez Rodríguez. “Agora só falta defender a educação para todos!”

Leia a íntegra da nota, escrita em Caps Lock, que, segundo o MEC, é a única tipografia sem ideologia de gênero: “O VICE-PRESIDENTE HAMILTON GRAMSCI MOURÃO TENTOU LUDIBRIAR OS ELEITORES DE BEM DO PAÍS, MANIPULANDO INFORMAÇÕES, E DEFENDENDO BANDEIRAS TÍPICAS DO GLOBALISMO SOVIÉTICO, COMO O ABORTO, A REDE GLOBO E O JEANWYLLYANISMO, QUE ERAM PRÓPRIOS DE ORGANIZAÇÕES COMO A KGB. QUANDO DE SUA FUGA DA RÚSSIA PARA O BRASIL, NOS ANOS 1960, O BOLCHEVIQUE DIMITRI MOUROVSKY ADOTOU NOVO NOME, E ENTROU PARA AS FORÇAS ARMADAS NO INTUITO EVIDENTE DE CHEGAR À VICE-PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA, PARA ENTÃO ASSUMIR O PODER E PERPETRAR O PLANO FINAL, A SABER: TIRAR DO AR TODOS OS VÍDEOS DO GRÃO MESTRE OLAVO DE CARVALHO.”

Procurado pela reportagem, o general negou todas as acusações, e respondeu, de forma indignada: “нечего там видеть!”