Novo decreto de Bolsonaro vai autorizar porte de posts de Carluxo e Olavo de Carvalho

08maio2019_19h19
A Bovespa e o Houaiss registraram aumento de 378% na procura da palavra cu
A Bovespa e o Houaiss registraram aumento de 378% na procura da palavra cu

VERY DEEP WEB – Após autorizar o porte de armas para políticos, fazendeiros, jornalistas, advogados, parteiras, padres, proctologistas, youtubers, ascensoristas, cães farejadores e parças do Neymar, o presidente Jair Bolsonaro anunciou novo decreto belicista. Pelo documento, a ser assinado amanhã, Bolsonaro vai permitir que todo brasileiro tenha o direito de portar até 20 posts de Carluxo e Olavo de Carvalho. O texto foi duramente criticado por ONGs como a Human Rights Watch, Anistia Internacional e a Terraplanistas sem Fronteiras.

“Uma coisa é permitir que um fazendeiro de bem ande pela rua portando uma pistola 9 milímetros e 50 mil balas”, explicou um especialista em armamento. “Outra, muito mais grave, é deixar que ele porte um celular carregado com todas as vezes em que o Olavo usou a palavra cu numa rede social. Isso é de uma falta de humanidade sem precedentes.”

No cenário da política internacional, a decisão do governo também já começa a repercutir. No plenário da ONU foi levantada uma questão polêmica: “O acesso a esse tipo de material bélico é preocupante. É uma legalização das armas de destruição em massa. Quantas pessoas atinge uma rajada de fuzil? Muito menos que uma pergunta ‘O que é golden shower’. Por motivos menores o Iraque foi invadido”, afirmou a organização. Ao mesmo tempo, na OTAN, a medida foi comemorada: “É uma maneira de intimidar os inimigos. Se quiserem partir pro conflito vão ter que enfrentar a metralhadora giratória de assuntos aleatórios e nonsense dos dois. É um desgaste físico e psicológico muito grande pra qualquer país. Sem dúvida uma arma poderosa”.

Arquivo
O The piauí Herald não é uma seção noticiosa, mas exclusivamente de humor, com sátiras da realidade política do Brasil.