The Piauí Herald The Piauí Herald

Por Roberto Kaz e Afonso Cappellaro (sob a supervisão do jornalista Olegário Ribamar)

Vacinação privada leva a abertura da primeira Vacineria Gourmet em São Paulo

07abr2021_13h57
Para se adequar ao projeto, o rei do camarote mudou sua alcunha para sanitarista do camarote
Para se adequar ao projeto, o rei do camarote mudou sua alcunha para sanitarista do camarote

VACINÃO DE NORONHA – “Traz a seringa que pisca! Traz a seringa que pisca!” É ao som desse sucesso da cantora Valeska Popozuda que a elite mais VIP das empresas mais VIPs do país serão vacinadas na primeira Vacineria Gourmet, aberta ontem na rua Oscar Freire, em São Paulo. A vernissage da primeira brand de vacinação voltada ao público AAA seu deu imediatamente após a aprovação por 317 votos, na Câmara, do texto que permite flexibilizar a compra de vacinas por empresários. Agora só falta a aprovação do texto no Senado pra festa ser geral.

O empreendimento é uma joint venture dos empresários e sanitaristas Luciano Hang, Carlos Wizard, Junior Durski, Roberto Justus e Flavio Bolsonaro, que entrou com o know how adquirido no mercado de chocolate de luxo. “Temos uma variedade fascinante”, explicou Wizard. “É uma coisa top of the line mesmo, um cardápio com vacinas do mundo todo, mas não é pra todo mundo”, brincou o empresário, enquanto saboreava um Sputnik safra 2021.

“Onde as pessoas vêem problemas eu vejo oportunidade”, comentou Luciano Hang, que já pretende organizar a primeira virada vacinal de seu estado, a CoronaTop, a ocorrer em Jurerê Internacional. “O governo Bolsonaro nos deu essa oportunidade de investir em uma vacinação mais VIP, mais personalizada, em seringa que imita garrafinha de Moet Chandon. Mas esses avanços a mídia não mostra, né?” A virada terá um open bar com doses infinitas de tequila, vodka e Covaxin. “Só não pode vacina da China, que tudo tem limite”, acrescentou Hang.



Arquivo
  • 2021
  • 2020
  • 2019
  • 2018
  • 2017
  • 2016
  • 2015
  • 2014
  • 2013
  • 2012
  • 2011
  • 2010
  • 2009
O The piauí Herald não é uma seção noticiosa, mas exclusivamente de humor, com sátiras da realidade política do Brasil.