Na revista

piauí_67

Abril_2012

ou
Ver Todas

anais da política

O estranho do ninho

Como vive e o que pensa Marcelo Freixo, o deputado na linha de tiro das milícias e candidato azarão a prefeito do Rio de Janeiro

Dorrit Harazim

questões urbanas

A favela e sua hora

UPPs e investimentos em infraestrutura parecem ser o último prego no caixão dos antigos projetos de remoção das favelas em larga escala; sempre tidas como problemas sem solução, elas podem se converter em parte da solução para os problemas da cidade

Bruno Carvalho

obituário

Pôr do sol em Ipanema

Humor do Méier ao Arpoador

Mario Sergio Conti

memórias cinematográficas

Minha cerimônia do adeus

Num domingo de sol, vou ao cinema e começo a chorar no trailer. Eram as imagens de Xingu. Subitamente, me vi com 23 anos, de volta ao paraíso/inferno das filmagens de Kuarup, uma experiência que nunca mais me deixou e da qual me despeço aqui

Fernanda Torres

anais da medicina

Transfiguração

Como Dallas Wiens mudou de rosto

Raffi Khatchadourian

questões de história & tradução

Borges na esquina rosada

Em seu primeiro conto, Jorge Luis Borges põe em cena o compadrito, tipo suburbano que vivia ao redor de Buenos Aires, e o retrata combinando a prosa culta com a linguagem popular.

Davi Arrigucci Jr.

questões fundamentais

A queda do sistema

Tempos atrás, lutava-se contra o sistema. Agora a torcida é para que ele jamais caia

Vanessa Barbara

questões de memória & história

Tony Judt: A vitória final

A viúva relata os momentos finais ao lado do historiador e as condições em que ele escreveu seu último livro

Jennifer A. Homans

tribuna da história

Sobre intelectuais e democracia

Na situação atual, nossa principal tarefa não é imaginar mundos melhores, mas pensar em como evitar piores.

Tony Judt

ficção

Homem da esquina rosada

Rosendo Juárez, o Pegador, sabia dar as caras com muita panca no conventilho; homens e cachorros o respeitavam e as chinas também; a sorte o mimava, como quem diz.

Jorge Luis Borges

chegada

Tua sina te assina esse destino

A arqueologia diletante descobre uma segunda Ítaca, à qual Ulisses não chegará nunca enquanto houver vontade de voltar

Mario Sergio Conti

esquina

Na marca do pênalti

A defesa mais importante da vida do goleiro Andrada

Kelly Cristina

Linguiça com mímica

Os deputados preferidos dos tradutores de Libras da TV Câmara

Clara Becker

Onde os fracos não têm vez

Lama, hipotermia e choque elétrico na corrida mais difícil do mundo

Paulo Henrique Martins

O mistério das cascudas

Fluxo de tartarugas intriga moradores de prédio carioca

Vanessa Barbara

É batata (palha)!

A peleja dos tubérculos brasileiros contra o domínio das inglesas

Mariana Filgueiras

A diferença é a música

Uma rádio cultural de Brasília pena para fechar as contas

Daniela Pinheiro

Papa-jacas perdoam amado?

Itabuna tenta se reconciliar com seu filho mais ilustre

Marcelo Bortoloti

questões funerárias

O papa-defunto

No interior dos Estados Unidos, um profissional da morte relata sua experiência: “Aqui, na minha pequena cidade, como em toda parte do mundo, morre-se muito. Se não fosse assim, não teria como pagar as minhas contas. Cuido dos mortos. Mas os mortos não ligam.”

Thomas Lynch

poesia

Porventura

Que não se engane ninguém: ser um poeta é uma África

Antonio Cicero

diário da Dilma

Em restaurante que serve farofa não tem ventilador

Engulo sapo todo dia, mas não contive as lágrimas na posse do Crivella. Traí o comunismo, não tem como esconder

MAIS: Lee Lee

despedida

O jagunço de Munique

Da prisão por espionar o Brasil para o Reich à aclamação como tradutor, a vida dupla de Curt Meyer-Clason

Bernardo Esteves

colaboradores

Bill Mayer [Capa e Lee Lee] é desenhista americano, ilustrou The Monster Who Did My Math, da Peachtree Publishers.

 

Mario Sergio Conti [Tua sina te assina esse destino e Pôr do sol em Ipanema] é jornalista de piauí e apresentador do programa Roda Viva, da TV Cultura.

 

Fernanda Torres [Minha cerimônia do adeus] é atriz.

 

Dilma Rousseff [Em restaurante que serve farofa, não tem ventilador] é presidenta da República. Seu ghost-writer é o jornalista Renato Terra. Ilustração de Caco Galhardo.

 

Dorrit Harazim [O estranho do ninho], editora de piauí, dirigiu com Arthur Fontes os documentários Família Braz e Dois Tempos.

 

Bruno Carvalho [A favela e sua hora] é professor de estudos latino-americanos em Princeton, nos Estados Unidos.

 

Maria Eugenia [Cartuns ao longo da revista] é ilustradora de livros infantis e adultos. Ilustrou Bichos que Existem & Bichos que Não Existem, de Arthur Nestrovski, editado pela Cosac Naify, vencedor de um prêmio Jabuti.

 

Vanessa Barbara [A queda do sistema], jornalista, escritora e colunista da Folha de S.Paulo, publicou O Livro Amarelo do Terminal, da Cosac Naify. Ilustração de Reinaldo Figueiredo.

 

Jennifer A. Homans [Tony Judt: A vitória final], historiadora e autora de Appollo’s Angels: A History of Ballet, da Random House. Texto originalmente publicado na New York Review of Books. Tradução de José Geraldo Couto.

 

Tony Judt (1948–2010) [Sobre intelectuais e democracia,], historiador inglês, é o autor de Pós-Guerra, da Objetiva. O texto foi extraído deThinking the Twentieth Century, escrito com Timothy Snyder e recém-publicado pela Penguin. Tradução de José Geraldo Couto.

 

Raffi Khatchadourian [Transfiguração] é jornalista da revista The New Yorker, na qual a reportagem foi publicada originalmente. Tradução de Mariana Varella.

 

Thomas Lynch [O papa-defunto],escritor, poeta e diretor funerário americano, publicou The Sin-Eater pela Paraclete Press. O texto integra o livro The Undertaking, da Penguin. Tradução de Rubens Figueiredo.

 

Jorge Luis Borges (1899–1986) [Homem da esquina rosada], escritor, ensaísta, poeta e tradutor argentino. O conto integra o livro História Universal da Infâmia, da Companhia das Letras,
a ser lançado este mês. Tradução de Davi Arrigucci Jr.

 

Davi Arrigucci Jr. [Borges na esquina rosada], crítico literário e ensaísta, é autor de O Escorpião Encalacrado, da Companhia das Letras, entre outros.

 

Antonio Cicero [Porventura] é poeta, filósofo, escritor e compositor. Poemas do livro Porventura, da Record, com lançamento previsto para o primeiro semestre de 2012.

 

Bernardo Esteves [O jagunço de Munique], jornalista de piauí, publicou Domingo é Dia de Ciência, pela Azougue.

 

Ilustrações de Esquina por Andrés Sandoval.