rádio piauí

Foro de Teresina #76: O mistério da casa 58, o golpismo bolsonarista e o pacote de Paulo Guedes

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

07nov2019_17h47
CRÉDITO: MONTAGEM EM CIMA DE FOTOS DE PEDRO LADEIRA/FOLHAPRESS, JOÃO BITTAR/FOLHAPRESS E RUBENS CHAVES/FOLHAPRESS

O Foro de Teresina analisa os novos lances do caso do porteiro que envolveu o nome de Jair Bolsonaro na investigação da morte de Marielle Franco, o golpismo de Eduardo Bolsonaro e o plano econômico de  Paulo Guedes.

Bloco 1: Interfonou ou não? (2:16)
A desastrada inclusão de um porteiro e de Jair Bolsonaro na investigação da morte de Marielle Franco acirra a guerra entre o presidente e a mídia – e dificulta ainda mais a solução do caso.

Bloco 2: Golpismo de festim (16:48)
Ao sugerir um novo AI-5 no Brasil, Eduardo Bolsonaro revela a quantas anda a sustentação política ao golpismo da família presidencial.

Bloco 3: O plano Guedes (28:14)
O ministro da Economia enviou ao Congresso um pacote ambicioso de disciplina fiscal, mas ainda precisa provar que tem condições de aprová-lo.



>Links citados neste episódio:

O vídeo de Carlos Bolsonaro “provando” que Élcio Queiroz não interfonou para a casa de Jair Bolsonaro. 

O vídeo em que Bolsonaro afirma ter pego os áudios da portaria do condomínio onde morava, Vivendas da Barra, na Zona Oeste do Rio.

A reportagem do site da piauí sobre as novidades no caso Marielle.

A ordem de Bolsonaro de cancelar todas as assinaturas da Folha de S.Paulo no governo federal e retirar os jornalistas do clipping do Itamaraty.

A nota do diretor de jornalismo da Rede Globo, Ali Kamel, sobre a reportagem do porteiro, veiculada no Jornal Nacional.

A transmissão ao vivo de Bolsonaro no Facebook, feita logo após o Jornal Nacional publicar a reportagem referida acima.

O vídeo do momento em que Bolsonaro homenageia o coronel Brilhante Ustra, durante a votação do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff, aqui publicado pelo jornal O Estado de S. Paulo.

A entrevista do ministro do Gabinete de Segurança Institucional, general Augusto Heleno, ao Estado, em que ele disse que “teria de estudar” sobre como implantar um novo AI-5.

A seção =igualdades desta semana, sobre o derramamento de óleo na costa brasileira.

O vídeo em que o secretário de Aquicultura e Pesca, Jorge Seif Júnior, afirmou que “o peixe é um bicho esperto” e consegue fugir de uma “manta” de óleo, aqui divulgado pelo portal UOL.

O tuíte do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, em que ele divulgou uma mentira sobre o vazamento de óleo no Nordeste.

A entrevista do presidente da Câmara, Rodrigo Maia, à GloboNews.

O perfil do ministro da Economia, Paulo Guedes, escrito pela repórter Malu Gaspar e publicado na piauí de setembro de 2018.

A entrevista que Guedes concedeu à Folha na qual reclama que pobres não poupam dinheiro.

*

O Foro de Teresina tem novos episódios sempre às quintas, a partir das 17 horas. Você encontra o podcast em tocadores como Spotify e Apple Podcasts buscando pelo nome do programa ou pode acessar a página do Foro no site da piauí. Toda quarta-feira, lançamos no YouTube o Foro Privilegiado, com os bastidores do episódio da semana.

Ficha técnica:
Apresentação: Malu Gaspar, José Roberto de Toledo e Thais Bilenky
Coordenação geral: Paula Scarpin
Direção: Luigi Mazza
Edição: Mari Romano e Évelin Argenta
Produção: Ana Carolina Santos e Mari Faria
Produção musical, finalização e mixagem: João Jabace
Música tema: Wânya Sales e Beto Boreno
Identidade visual: João Brizzi
Ilustração: Paula Cardoso
Foro Privilegiado: Julia Sena
Distribuição: Ana Carolina Santos, Julia Sena, Luigi Mazza e Yasmin Santos
Coordenação digital: Kellen Moraes
Engenheiro de som: Danny Dee
Gravado no estúdio Rastro
Para falar com a equipe: forodeteresina@revistapiaui.com.br

mais rádio piauí

Últimas Mais Lidas

A Terra é redonda: Depois da pandemia

Especialistas discutem como ficam a saúde mental, a luta contra o racismo, a vigilância e...

Foro de Teresina #107: As guerras surdas de Bolsonaro

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

A Terra é redonda: Enigma submarino

Poluição, aquecimento global e pesca exagerada ameaçam riquezas oceânicas que mal conhecemos

Foro de Teresina #106: O presidente acuado

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

Foro de Teresina #105: Espremendo Bolsonaro

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

A Terra é redonda: Falsa epidemia

O consumo de drogas durante a quarentena no Brasil e as maneiras como o governo...

Foro de Teresina #104: As maquiagens de Bolsonaro

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

Foro de Teresina #103: As ameaças contra Bolsonaro

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

A Terra é redonda: Desnorteados

Hospitais saturados, indígenas ameaçados, desmatamento em alta: como a pandemia está afetando os povos e...

Mais textos
1

A morte e a morte

Jair Bolsonaro entre o gozo e o tédio

2

Polícia na porta, celular na privada

A prisão do juiz investigado sob suspeita de vender sentença por 6,9  milhões de reais – e que jogou dois telefones no vaso sanitário quando a PF chegou para buscá-lo

3

Mourão defende manter Pujol no comando do Exército

Vice afirma que general deve permanecer à frente da tropa até o fim do mandato de Bolsonaro, mas admite que não apita nas nomeações do presidente

4

Contra a besta-fera

A luta dos cientistas brasileiros para combater o vírus é dura – vai de propaganda enganosa a ameaça de morte

5

Um idiota perigoso incomoda muita gente

Memórias e reflexões sobre o tempo em que voltamos a empilhar cadáveres por causa de um vírus

6

Na terra dos sem SUS

Nos Estados Unidos, mães de jovens negros mortos pela polícia enfrentam a epidemia, o desemprego e o racismo

8

Tudo acaba em barro

Um coveiro em Manaus conta seu cotidiano durante a pandemia

9

A solidão de rambo

Suspeitas de corrupção e conluio com as milícias desmontam Wilson Witzel

10

PCC veste branco

Traficante da facção usou 38 clínicas médicas e odontológicas para lavar dinheiro, comprar insumos para o tráfico e socorrer “irmãos” baleados