Ronaldinho se torna recordista de faltas em treinos no Flamengo

21mar2012_16h52

GÁVEA – Um dia depois de Messi bater o recorde de gols pelo Barcelona, Ronaldinho Gaúcho decidiu agir rápido para ofuscar a marca do jogador argentino. Assim que soube da notícia, ligou para o técnico Joel Santana e avisou que faltaria ao treino da manhã. De prontidão, o jornalista Paulo Vinícius Coelho confirmou que Gaúcho acabava de alcançar uma marca histórica: "Ele ultrapassou Adriano, Romário, Nélio e Renato Gaúcho. Tornou-se o jogador que mais se ausentou de treinos pelo Flamengo", explicou.

Após analisar números gerais dos times cariocas, PVC notou que Ronaldinho teria uma ausência a mais do que Edmundo, que faltou a 541 treinos no Vasco. "Ronaldinho é o recordista de faltas do futebol carioca. Edmundo é o vice", anunciou.

Em entrevista na sede do Flamengo, o antropólogo Roberto DaMatta disse que o recorde de Ronaldinho "recupera a magia do verdadeiro futebol brasileiro, moleque, irreverente, maroto, malemolente". A seguir, completou: "É a carnavalização do jogo, um gesto do gênio contra a disciplina militar do futebol europeu".

O ensaísta José Miguel Wisnik anunciou que irá reescrever seu livro Veneno Remédio depois do feito de Gaúcho. "É preciso interpretar essa marca à luz da dialética da malandragem. Ele aplicou um drible na ordem e deu um nó na desordem, estamos diante de um monumento da cultura brasileira", disse.

Animado com a repercussão do recorde, Caetano Veloso cantarolou "Gosto muito de te ver, Ronaldinho, caminhando sob o sol…". O ex-presidente Lula telefonou para Dilma Rousseff e disse que gostaria de entregar ele mesmo ao jogador a Medalha da Horna ao Mérito da Magia Brasileira.

Para comemorar a marca, a presidenta Patrícia Amorim organizou uma festa nas imediações do Ninho do Urubu. "Contratamos oito carros pipa com cerveja, rainhas de bateria, dezoito funkeiros e centenas de ex-BBBs", explicou. Ronaldinho não compareceu.

Leia também

FIFA convoca Adriano para negociar permissão de bebida na Copa

Ronaldo será tatu-bola na Copa

Ricardo Teixeira vai para o Ministério da Pesca

Lei Geral da Copa proíbe jogos narrados por Galvão Bueno

Arquivo
O The piauí Herald não é uma seção noticiosa, mas exclusivamente de humor, com sátiras da realidade política do Brasil.