Gleisi elogia Maduro, Romero Britto, Alex Muralha, Crocs, calça saruel e coentro

10jan2019_18h38
A cerimônia de posse de Maduro foi gravada e Gleisi prometeu que levará o discurso do presidente a todos os brasileiros por meio de ligações de telemarketing
A cerimônia de posse de Maduro foi gravada e Gleisi prometeu que levará o discurso do presidente a todos os brasileiros por meio de ligações de telemarketing

CARACAS, MANO – A 76ª posse seguida de Nicolás Maduro na presidência da Venezuela, realizada hoje pela manhã, foi marcada por um discurso emocionado da presidente do PT, a senadora e kamikaze Gleisi Hoffmann. “Gostaria de pedir a palavra”, anunciou Gleisi, enquanto batia com a faca numa taça de petróleo. “Quero fazer uma homenagem aqui a esse grande democrata que é o presidente Maduro.” Em seguida Gleisi homenageou outros grandes heróis injustiçados da ordem mundial, como o pintor Romero Britto, os carros Gurgel, a cerveja Kaiser, a estratégia política do PT, o ator Ricardo Macchi, o goleiro Alex Muralha, o cantor Dinho Ouro Preto, o design ousado das calças saruel, o barulho do giz no quadro negro e o coentro.

“Muitos criticam a Venezuela por detalhes como a falta de alimentos ou pela falta de transparência ou até mesmo falta de eletricidade. Mas é aí que gostaria de citar outra grande injustiçada, a cantante brasileira Ana Carolina, quando diz: ‘Eu vou de escada para elevar a dor’”, finalizou emocionada a presidente do PT, enquanto adicionava passas ao seu arroz. Ao final da cerimônia, Gleisi entregou a Maduro um presente em nome do partido, uma caixa contendo centenas de barras de chocolate Caribe, “o predileto dos brasileiros”, segundo ela.

A ida de Gleisi à posse de Maduro frustrou os planos do presidente, Jair Bolsonaro, que havia prometido “acabar com a petralhada”. “No tocante a esse negócio de Gleisi, foi uma deslealdade muito grande por parte da Gleisi, tá ok?”, comentou Bolsonaro. “O Onyx tava fazendo uma despetização bonita na Casa Civil, eu também queria usar os quatro anos no governo pra acabar com esse partido do Lula. Mas aí vem essa senhora e detona tudo com uma ida à Venezuela. Quem é que vai acreditar nas minhas teorias conspiratórias agora que elas viraram verdade?”