vultos da Copa

45 anos de pena por um palpite errado

Titular da seleção de 50, Barbosa lembra o quanto custa o erro de um goleiro numa Copa do Mundo; De Gea é candidato a descobrir

19jun2018_23h26
Barbosa, goleiro da seleção na Copa de 50, em entrevista à série <i>Futebol</i>
Barbosa, goleiro da seleção na Copa de 50, em entrevista à série Futebol /REPRODUÇÃO

O goleiro Barbosa, titular do Vasco e da seleção brasileira, credita a derrota na Copa de 50 a um palpite errado. “Nós perdemos uma Copa do Mundo porque eu quis adivinhar. Ou eu adivinhei uma coisa que o cara quis fazer e ele fez errado. E nós perdemos uma Copa do Mundo por causa disso”, relembrou, em um depoimento gravado originalmente para a série Futebol, entre 1996 e 1998.

Como dizia o escritor uruguaio Eduardo Galeano, o goleiro é aquele que a multidão não perdoa. Basta um erro e, subitamente, desaparecem suas façanhas e ele está condenado à desgraça eterna. O espanhol De Gea, nesta Copa da Rússia, falhou contra Portugal e expôs mais uma vez como é duro jogar no gol.

“É o único que não tem direito de errar”, resumiu Barbosa. Da final no Maracanã e ao longo da vida, o goleiro teve de explicar a derrota em 50, que compara com uma sentença. “Será que eu cometi um crime tão hediondo? A pena no Brasil é 30 anos. Eu já paguei 45. Acho que eu mereço um bocadinho de consideração e de descanso.”



Até o fim da Copa, a
piauí vai publicar trechos – alguns deles inéditos – de depoimentos de jogadores das principais seleções brasileiras em Copas do Mundo, como as de 58, 62 e 70. É como se eles estivessem comentando a Copa da Rússia. As gravações foram feitas para a série documental Futebol, de João Moreira Salles e Arthur Fontes, exibida em maio de 1998 no canal GNT. A direção de fotografia é de Walter Carvalho.

Vídeos da série “Diz aí, mestre”:

– Didi ensina a arte do meia-armador, aquele que Tite não tem;
– Bellini relata como recebeu a braçadeira de capitão em 58;
Os craques Nilton Santos e Didi contam como driblavam o medo.

Ficha técnica da série “Diz aí, mestre”
Reportagem: Christian Carvalho Cruz
Edição e montagem: Camila Zarur
Edição de imagem: Paula Cardoso
Locução: Luigi Mazza
Imagens: Folhapress, Getty Images e FIFA
Coordenação: José Roberto de Toledo e Vitor Hugo Brandalise
Agradecimentos: VideoFilmes, Museu do Futebol e Museu da Pelada

Leia também

Relacionadas Últimas

Didi ensina a arte do meia-armador, aquele que Tite não tem

Série “Diz aí, mestre” recupera entrevistas com os grandes da seleção brasileira

Série da piauí traz vídeos inéditos de craques das Copas

Em “Diz aí, mestre”, jogadores como Nilton Santos, Didi, Vavá e Bellini recuperam histórias de seus mundiais para iluminar a Copa de 2018

Os nossos astronautas

Os diretores de Futebol explicam por que escolheram o esporte como tema da série documental*

Nilton Santos e Didi contam como driblavam o medo antes da estreia

Até o fim da Copa, a série “Diz aí, mestre” recupera histórias de jogadores das principais seleções brasileiras em mundiais

Foro de Teresina #85: A política de Moro, os negócios de Wajngarten e o nazismo na Cultura

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

Os ‘facilitadores’ que ajudaram a família Santos a acumular fortuna

De empresários a contadores, passando por consultores e advogados, a rede de relações que a mulher mais rica da África construiu para proteger seu império

Como o dinheiro desviado de Angola veio parar na Paraíba 

Inquérito da PF obtido pela Pública acusa político próximo do ex-presidente angolano José  Eduardo dos Santos e sua filha Isabel dos Santos de lavar dinheiro de corrupção no Nordeste

Uma Mulher Alta – título banal, belo filme

Inspirado em livro de jornalista vencedora do Nobel, filme aborda traumas de duas ex-combatentes

O império de Isabel

Como a filha do ex-presidente de Angola aproveitou o poder político do pai para, com empresas de fachada e informações privilegiadas, se tornar a mulher mais rica da África

Prejuízo em cacho

Petrobras enterra centenas de milhões de reais em projeto de  biocombustível a partir do dendê – que não produziu nem um litro de óleo

Foro de Teresina #84: Ascensão evangélica, Democracia em Vertigem e a Aliança pelo Brasil

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

O Paraíso Deve Ser Aqui – o que sobrará da mediocridade imposta?

Humor lacônico de cineasta palestino faz refletir sobre como estado policial estende seus tentáculos pelo mundo

Mais textos
1

Prejuízo em cacho

Petrobras enterra centenas de milhões de reais em projeto de  biocombustível a partir do dendê – que não produziu nem um litro de óleo

2

O império de Isabel

Como a filha do ex-presidente de Angola aproveitou o poder político do pai para, com empresas de fachada e informações privilegiadas, se tornar a mulher mais rica da África

6

O radical

Como Roberto Alvim faz teatro

7

Como o dinheiro desviado de Angola veio parar na Paraíba 

Inquérito da PF obtido pela Pública acusa político próximo do ex-presidente angolano José  Eduardo dos Santos e sua filha Isabel dos Santos de lavar dinheiro de corrupção no Nordeste

8

Foro de Teresina #84: Ascensão evangélica, Democracia em Vertigem e a Aliança pelo Brasil

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

9

História de uma amizade

Como Emílio Odebrecht conheceu Lula e o que aconteceu depois