_172

Janeiro 2021

anais da tirania

O Brasil contra a democracia

Como agentes da ditadura brasileira atuaram nas torturas no Estádio Nacional do Chile, logo após o golpe militar de 1973

Roberto Simon

dossiê piauí

Arrabalde

Parte III_A fronteira é um país estrangeiro

João Moreira Salles

tribuna da educação

Parece revolução, mas é só neoliberalismo

O professor universitário em meio às cruzadas autoritárias da direita e da esquerda

Benamê Kamu Almudras

anais da criminologia

“Eu vivo no compatível”

Um caso exemplar de corrupção dentro da Polícia Federal

Allan de Abreu

questões de diversidade

Paz entre agronegócio e direitos indígenas?

Acabar com as ilegalidades é necessário, mas não suficiente

Manuela Carneiro da Cunha

questões literárias

Nós e eles

Em dois novos romances, a vulgaridade sombria do Brasil sob o governo Bolsonaro

Alejandro Chacoff

ficção

Escarlatina

Eu tinha aprendido a combater, olho por olho, a indiferença da gente grande

Marilene Felinto

piauí herald

The Bolsozapp Herald

A rede social mais vazada do Brasil

Olegário Ribamagem

despedida

Monteiro Lobato da minha infância

Cresci sentindo imensa compaixão por Tia Nastácia

Itamar Vieira Junior

cartuns

Cartuns de Rafael Calça

Rafael Calça

poesia

Pequena enciclopédia dos seres híbridos

Maria Esther Maciel

esquina

Guerra aos vândalos

A expulsão dos colaboradores sem conta da Wikipédia lusófona

Bernardo Esteves

Ciranda eleitoral

Os volteios de Marta Suplicy na campanha de 2020

Thais Bilenky

A militância no córtex

Maria Marighella quer participar do novo tempo da política

Clara Rellstab

A persistência da água

O primeiro longa-metragem dirigido pela atriz Djin Sganzerla

Carlos Adriano

A última mesa

Os dias finais da Casa Villarino, palco da bossa nova

Fernanda da Escóssia

A chegada de Apollo

Nasce o primeiro filho do grupo Bolsolteiros

Daniel Lisboa

Previsão gaiata

Os caprichos do tempo em idioma cearês

Lianne Ceará

tribuna da filantropia

A mentira na caixa de sapatos

O equívoco fatal dos artistas que trabalharam de graça para Flordelis

Jerônimo Teixeira

diário

Nada é mais antigo que o passado recente

Um escritor conta sobre os 143 processos movidos contra ele por pastores da Igreja Universal

J.P. Cuenca

chegada

“Quem é feliz não pega Covid”

Por dentro de uma reunião no Ministério da Saúde

Malu Gaspar

quadrinhos

O que é que você tem?

Tenho notado você meio macambúzio ultimamente

Andrício de Souza

criaturas marítimas

Esqueletos brancos

Os recifes de coral brasileiros vão sobreviver ao caos climático?

Herton Escobar

colaboradores

Pieter Huys (c. 1519-86) [Capa], pintor renascentista flamengo nascido na Bélgica. Colaboração de Caio Borges.

 

Malu Gaspar [“Quem é feliz não pega Covid”, p. 6], repórter da piauí e apresentadora do podcast Foro de Teresina, é autora de A Organização: A Odebrecht e o Esquema de Corrupção que Chocou o Mundo (Companhia das Letras).

 

Olegário Ribamagem [The BolsozApp Herald, p. 13] é sócio-fundador da rede social mais vazada do Brasil. Seus ghost-writers são Roberto Kaz e Afonso Cappellaro, redatores do The piauí Herald.

 

Roberto Simon [O Brasil contra a democracia, p. 16] é jornalista e analista internacional, mestre em políticas públicas pela Kennedy School da Universidade Harvard. O texto é um capítulo do livro
O Brasil Contra a Democracia: A Ditadura, o Golpe no Chile e a Guerra Fria na América do Sul
, a ser lançado neste mês pela Companhia das Letras.

 

Rafael Calça [Cartuns a partir da p. 18] é roteirista de histórias em quadrinhos e ilustrador. Publicou Jeremias: Pele (Panini), em coautoria com Jefferson Costa, HQ vencedora do Jabuti em 2019.

 

Benamê Kamu Almudras [Parece revolução, mas é só neoliberalismo, p. 24], sob pseudônimo, é docente de graduação e de pós-graduação em uma universidade pública de São Paulo.

 

Allan de Abreu [“Eu vivo no compatível”, p. 28], repórter da piauí, é autor dos livros O Delator e Cocaína: A Rota Caipira (ambos pela Record).

 

J.P. Cuenca [Nada é mais antigo que o passado recente, p. 32] é escritor e diretor de cinema. Publicou Descobri que Estava Morto (Tusquets), eleito o melhor romance de 2017 pelo Prêmio Literário Biblioteca Nacional. Foto de Egberto Nogueira.

 

Andrício de Souza [O que é que você tem?, p. 38], cartunista, publicou o livro de quadrinhos O Intestino Eloquente (Espirro).

 

João Moreira Salles [A fronteira é um país estrangeiro, p. 40], documentarista, é editor fundador da piauí. Dirigiu Santiago, Entreatos, Notícias de uma Guerra ParticularNelson Freire, entre outros. Ilustração de Gidalti Moura Jr. Vinhetas de Carla Caffé.
Edição de texto de Denise Pegorim.

 

Manuela Carneiro da Cunha [Paz entre agronegócio e direitos indígenas?, p. 52] é antropóloga, professora titular aposentada da USP e professora emérita da Universidade de Chicago.

 

Herton Escobar [Esqueletos brancos, p. 58], jornalista especializado em ciência e meio ambiente, é repórter do Jornal da USP.

 

Jerônimo Teixeira [A mentira na caixa de sapatos, p. 64], jornalista e escritor, é colunista da Época online. Publicou o romance
Os Dias da Crise (Companhia das Letras).

 

Alejandro Chacoff [Nós e eles, p. 68], escritor, ensaísta e crítico literário da piauí, é autor do romance Apátridas (Companhia das Letras).

 

Marilene Felinto [Escarlatina, p. 72] é escritora e tradutora. Publicou, entre outros, As Mulheres de Tijucopapo e Contos Reunidos (ambos edição da autora). Ilustração de Ana Cardoso.

 

Maria Esther Maciel [Pequena enciclopédia dos seres híbridos, p. 74] é escritora, professora de literatura na UFMG e diretora da revista Olympio: Literatura e Arte. Publicou Longe, Aqui. Poesia Incompleta 1998-2019 (Quixote). Trechos do livro Pequena Enciclopédia de Seres Comuns, a ser lançado em breve pela Todavia. Ilustrações de Julia Panadés.

 

Itamar Vieira Junior [O Monteiro Lobato da minha infância, p. 78] é escritor, geógrafo e doutor em estudos étnicos e africanos pela UFBA. Com o romance Torto Arado (Todavia) ganhou os
prêmios Oceanos, LeYa e Jabuti na categoria romance.

 

Ilustrações de Esquina por Andrés Sandoval.