minha conta a revista fazer logout faça seu login assinaturas a revista
piauí jogos

diz aí, mestre

vultos da Copa

Da várzea à taça

Em série de vídeos da piauí, grandes jogadores recuperam histórias de seus mundiais e iluminam a maior paixão coletiva do Brasil

amor e ódio

Do inferno ao céu, de chuteiras

Os campeões mundiais Nilton Santos e Tostão e o técnico do time de 82 e 86, Telê Santana, investigam a relação do torcedor brasileiro com a sua seleção

os craques

O craque segundo Tostão

Uma das estrelas da Copa, o português Cristiano Ronaldo é um gênio ou um bom jogador? Tostão, titular da seleção do tri em 70, explica a diferença

Didi ensina a arte do meia-armador, aquele que Tite não tem

A definição de um meia-armador clássico pelo gênio do Botafogo e da seleção bicampeã mundial em 58 e 62

Garrincha treinava, mas não ouvia o professor

Nilton Santos, Zezé e Aymoré Moreira recuperam as histórias do mais habilidoso – e o que menos se levava a sério – ponta-direita que o Brasil já viu

Dario, o órfão, ex-ladrão e ex-grosso que virou Dadá

O campeão mundial em 70 relembra o seu começo no futebol, do primeiro chute aos 19 anos ao técnico que percebeu nele, apesar dos tropeções, um goleador

vultos da Copa

Fora de campo, o protagonista

Dois dos maiores técnicos do Brasil, Flávio Costa, da seleção de 50, e Telê Santana, de 82 e 86, explicam o papel do “professor” dentro e fora de um Mundial

os erros

45 anos de pena por um palpite errado

Titular da seleção de 50, Barbosa lembra o quanto custa o erro de um goleiro numa Copa do Mundo; De Gea é candidato a descobrir

momentos históricos

O jogo da virada

Didi, Joel e Bellini reconstituem a arrancada para o primeiro título mundial do Brasil

Outro 1 a 2 em Copa, 68 anos atrás

Zizinho, Barbosa, Nilton Santos e o técnico Flávio Costa reconstituem as horas seguintes ao Maracanaço, a tragédia do Mundial de 1950

a tensão

Bellini ensina a disfarçar o nervosismo em jogo de Copa

Zizinho, Nilton Santos, Telê Santana e o capitão de 58 medem a tonelagem da pressão sobre o jogador do Brasil em um Mundial

Jogador malandro e sem cabeleireiro

Zizinho, eleito o melhor do Mundial de 50, e Dadá Maravilha, da seleção de 70, relembram as manhas para infernizar a vida dos zagueiros numa Copa, sem precisar de laquê

a tristeza

Quando a Copa termina antes da hora

Nilton Santos e Zezé Moreira lembram a pancadaria na eliminação do Brasil em 54 e a desolação de deixar um Mundial no meio do caminho

Uma finta na idade

Zizinho e Ademir da Guia falam da dor de deixar os gramados e das artimanhas do craque para adiar o fim da carreira

Últimas

O tédio e a esperança de um cavalo ilhado

Evocações literárias despertadas por Caramelo, o animal que se tornou uma imagem da resiliência...

Gandhi no país da ultradireita

Disputando um terceiro mandato, Narendra Modi tenta se apropriar da imagem do líder histórico da...

Estreia do podcast Desiguais

No episódio #1, Mãe Beth de Oxum e as muitas camadas da desigualdade social

Peréio em três atos

As proezas de um adolescente senil que fazia cinema

Por uma infância sem celulares

Dez anos atrás, fomos ingênuos ao achar que as redes sociais poderiam ser boas para...

“Nem clima de guerra nem histeria. Estava tudo quieto”

Racionamento de oxigênio, escassez de água, funcionários no limite: médico relata a rotina no...

“Um aprendizado, um abraço, um soco na cara”

Para filha de Fernanda Young, show da xará Madonna transformou o luto numa catarse

Demitido pelo Papa, contratado por Ricardo Nunes

Marcos de Miranda perdeu a batina por ter tido filho com uma fiel de...

Notícias de um jornal submerso

O centenário Correio do Povo cobre as inundações gaúchas enquanto suas próprias instalações estão tomadas...

De vítimas a ativistas

Como pessoas atingidas pelo desastre de Mariana resolveram enfrentar duas das mais poderosas mineradoras do...

Mais textos
Os puritanos, de Kleber Sales

questões vultosas

O país entrou pelo cano

Em cartaz, uma pantomima em três atos

Fernando de Barros e Silva

anais da ultraviolência I

O homem e seu passado

A desconhecida história de Guilherme Derrite, o secretário de Segurança Pública de São Paulo

João Batista Jr.

anais da ultraviolência II

Triste Bahia

Como age a polícia que mais mata

Marcelo Canellas

questões estético-políticas

A síndrome caetanista

O apego à Tropicália e a nossa dificuldade em imaginar um novo Brasil

Luigi Mazza

diário do geraldo

This ain’t Pinda

Inspirado em Beyoncé, montei num alazão e empunhei a bandeira de Pindamonhangaba

humor

Cria corvos e eles te arrancarão os olhos

O relato dramático de uma ave sobre a derrocada do seu antigo império social

Afonso Cappellaro e Roberto Kaz

anais dos papers

A ciência recalcula sua rota

Pesquisadores lutam por um sistema de publicação mais aberto e menos excludente

Clarice Cudischevitch e Kleber Neves

questões de memória

Tesouro no terreiro

O destino do legado de Lélia Gonzalez, a mais importante – e ignorada – intelectual negra do país

Plínio Fraga

anais da caserna

A cobra e o búfalo

A identidade racial em xeque no encontro entre soldados brasileiros e americanos há oitenta anos, durante a Segunda Guerra Mundial

Felipe Botelho Corrêa

questões ludopédicas

A negação do outro

Em São Paulo, oito anos de clássicos sem torcida visitante forjaram uma geração que não sabe o que é conviver com o contraditório

Rodrigo Barneschi
Edição Completa