diz aí, mestre

vultos da Copa

Da várzea à taça

Em série de vídeos da piauí, grandes jogadores recuperam histórias de seus mundiais e iluminam a maior paixão coletiva do Brasil

amor e ódio

Do inferno ao céu, de chuteiras

Os campeões mundiais Nilton Santos e Tostão e o técnico do time de 82 e 86, Telê Santana, investigam a relação do torcedor brasileiro com a sua seleção

os craques

O craque segundo Tostão

Uma das estrelas da Copa, o português Cristiano Ronaldo é um gênio ou um bom jogador? Tostão, titular da seleção do tri em 70, explica a diferença

Didi ensina a arte do meia-armador, aquele que Tite não tem

A definição de um meia-armador clássico pelo gênio do Botafogo e da seleção bicampeã mundial em 58 e 62

Garrincha treinava, mas não ouvia o professor

Nilton Santos, Zezé e Aymoré Moreira recuperam as histórias do mais habilidoso – e o que menos se levava a sério – ponta-direita que o Brasil já viu

Dario, o órfão, ex-ladrão e ex-grosso que virou Dadá

O campeão mundial em 70 relembra o seu começo no futebol, do primeiro chute aos 19 anos ao técnico que percebeu nele, apesar dos tropeções, um goleador

vultos da Copa

Fora de campo, o protagonista

Dois dos maiores técnicos do Brasil, Flávio Costa, da seleção de 50, e Telê Santana, de 82 e 86, explicam o papel do “professor” dentro e fora de um Mundial

os erros

45 anos de pena por um palpite errado

Titular da seleção de 50, Barbosa lembra o quanto custa o erro de um goleiro numa Copa do Mundo; De Gea é candidato a descobrir

momentos históricos

O jogo da virada

Didi, Joel e Bellini reconstituem a arrancada para o primeiro título mundial do Brasil

Outro 1 a 2 em Copa, 68 anos atrás

Zizinho, Barbosa, Nilton Santos e o técnico Flávio Costa reconstituem as horas seguintes ao Maracanaço, a tragédia do Mundial de 1950

a tensão

Bellini ensina a disfarçar o nervosismo em jogo de Copa

Zizinho, Nilton Santos, Telê Santana e o capitão de 58 medem a tonelagem da pressão sobre o jogador do Brasil em um Mundial

Jogador malandro e sem cabeleireiro

Zizinho, eleito o melhor do Mundial de 50, e Dadá Maravilha, da seleção de 70, relembram as manhas para infernizar a vida dos zagueiros numa Copa, sem precisar de laquê

a tristeza

Quando a Copa termina antes da hora

Nilton Santos e Zezé Moreira lembram a pancadaria na eliminação do Brasil em 54 e a desolação de deixar um Mundial no meio do caminho

Uma finta na idade

Zizinho e Ademir da Guia falam da dor de deixar os gramados e das artimanhas do craque para adiar o fim da carreira

Últimas Mais Lidas

Uma facada atrás da outra

Apoiadores de Bolsonaro, inclusive um que foi a Juiz de Fora resgatá-lo depois do atentado,...

Mentira e ilusão

Morador provisório do Palácio da Alvorada fabrica falsidades sem cerimônia

“Mamadeira de piroca” versão 2020

Monitoramento em oito capitais mostra como candidatos conservadores acusaram adversários usando “ideologia de gênero”

Inválidos, Paes e o Bispo

Paes derrota Crivella em todas as 49 zonas eleitorais, mas perde para abstenções em números...

Foro ao vivo no 2º turno: o que concluir das eleições

Podcast de política da piauí fez um balanço do resultado das eleições municipais; a...

Jogada pela direita rumo a 2022

DEM e MDB saem fortalecidos do segundo turno diante de derrotas petistas e de um...

Mais textos
4

Sem polícia à vista, mulheres velam Marielle

A PM ficou longe dos protestos contra o assassinato da vereadora do PSOL no Rio; cortejo fúnebre foi liderado por cordão de mulheres negras

5

#charlottesville

Como minha cidade natal se tornou o foco da disputa política nos Estados Unidos

7

Memórias de um roqueiro parado no tempo

O impacto dos Rolling Stones num garoto brasileiro

8

Sarney é submetido a cirurgia para liberar indicação de parente obstruída

SÍRIO-LIBANÊS - Acometido de fortes dores de cabeça após tentativas frustradas de empregar um parente em uma diretoria estatal, José Sarney foi internado para tratamento intensivo. "Fizemos exames detalhados e identificamos uma obstrução gordurosa por parte de setores da oposição. Optamos por um procedimento cirúrgico em que inserimos uma CPI intravenosa para desentupir todas as vias", explicou o cardiologista político Paulo Kalil Maluf.

10

A memória da água

Abrir a torneira foi uma emoção inesquecível

autos de denúncia

O que mais você quer, filha, para calar a boca?

O assédio sexual, a queda do humorista Marcius Melhem e o silêncio da Globo

João Batista Jr.

negócios da áfrica

O bilionário do barulho

Quem é o empresário israelense que se envolveu num caso internacional de corrupção e agora tenta arrastar com ele a maior mineradora do Brasil

Consuelo Dieguez

anais da economia

Trabalhadores, uni-vos

Por que temas como salário mínimo, sindicatos e o conflito entre patrões e empregados voltaram ao centro do debate econômico

Rafael Cariello

vultos do futebol

¡A la mierda! ¡Se murió!

Cada episódio da vida de Maradona parece uma metáfora

Andrés Di Tella

portfólio

Loucos do Surf

A vida em alta velocidade

Victor Moriyama

chegada

O centrão e a distopia nacional

A sucessão de Bolsonaro depois das eleições municipais

Fernando de Barros e Silva

questões democráticas

A direita negra

Onde os conservadores erram na questão racial

Flavio Thales Francisco e Márcio Macedo

questões literárias

Silvano Acosta

A descoberta de uma carta e a história de um texto inédito de Borges

Jorge Luis Borges

vultos da saúde

O brasileiro cordial

Como um carioca, hoje quase desconhecido, transformou a OMS

Paulo Lyra

diário

Preferia não fazê-lo

Um longo dia pela frente, da zerésima ao último eleitor

Adriano Cirino
Edição Completa