Na revista

piauí_152

Maio_2019

ou
Ver Todas

vultos da República

Peixe grande

O segredo do ajuste no Espírito Santo e a volubilidade política de Paulo Hartung

Rafael Cariello

carta da Venezuela

O inferno de Maracaibo

A vida cotidiana num país em ruínas

Paula Ramón

questões obstétricas

De cócoras no país da cesárea

Como é difícil ter um parto normal no Brasil

Vanessa Barbara

carta do reino unido

Cenas de um Brexit sem fim

As consequências da pequena rebeldia britânica

Tom Whyman

questões cinematográficas

A direita na tela

Notas sobre um panfleto audiovisual que revê 1964

Eduardo Escorel

questões brasileiras

Procura-se um presidente

Dependência virtual e extremismo de Bolsonaro precipitam corrida política no campo da direita

Miguel Lago

memória

O presente infinito

No início do século XXI, a multiplicação de nossos rastros abolia a sensação do tempo que passa

Annie Ernaux

chegada

Entre a cruz e a Fox News

Uma história em quadrinhos sobre a volta de Jesus atormenta a direita cristã dos Estados Unidos

Vitor Hugo Brandalise

piauí herald

The BolsozApp Herald

A rede social mais patriótica do Brasil

Olegário Blumfeld Ribamarovitzman

despedida

Em busca do tempo perdido

O horário de verão sob fogo cruzado – e não só no Brasil

Carol Bensimon

esquina

A cadeia de suplentes

Um enredo político-criminal na Assembleia do Rio

Luigi Mazza

Atiradores mirins

Um projeto do Exército para crianças

Rafael Cariello

No inferno, com Foucault

Bolsonaristas atacam mestranda

Fabiano Maisonnave

Rumo ao guinness

O dicionarista da Baixada

Bernardo Esteves

Leilão da esquerda

Cinquenta fotos para libertar Lula

Fellipe Bernardino

Figurino é um horror

Sete dançarinos nus em Teresina

Samária Andrade

Água nas galerias

Um museu tenta sobreviver

Tiago Coelho

cartuns

Como era o meu país em 2019

Andrício de Souza

colaboradores

Nadia Khuzina [Capa] é artista russa.

 

Vitor Hugo Brandalise [Entre a cruz e a Fox News, p. 7], jornalista, é autor de O Último Abraço: Uma História Real sobre Eutanásia no Brasil, pela Editora Record​.

 

Olegário Blumfeld Ribamarovitzman [The BolsozApp Herald,  p. 13] é Rabino-de-Mar-e-Guerra e futuro ex-embaixador do Brasil em Jerusalém.

 

Rafael Cariello [Peixe grande, p. 16] é jornalista da piauí. Fotografia de Egberto Nogueira.

 

Andrício de Souza [Cartuns a partir da p. 18], cartunista, publicou o livro de quadrinhos O Intestino Eloquente, pela editora Espirro.

 

Miguel Lago [O presidente desconectado, p. 28] é cientista político. Ilustração de Roberto Negreiros.

 

Eduardo Escorel [A direita na tela, p. 34], cineasta, é diretor de Imagens do Estado Novo 1937-45.

 

Paula Ramón [O inferno de Maracaibo,  p. 40], jornalista venezuelana, é correspondente da AFP em São Paulo. Tradução de Sérgio Molina e Rubia Goldoni.

 

Tom Whyman [Cenas de um Brexit sem fim, p. 50] é professor-assistente na Universidade de Essex, onde também fez seu doutorado em filosofia. É autor do blog Infinitely Full of Hope. Tradução de Sergio Flaksman.

 

Vanessa Barbara [De cócoras no país da cesárea, p. 58] é jornalista e escritora, colunista do New York Times International. Seus livros mais recentes são O Louco de Palestra, da Companhia das Letras, e Operação Impensável, da Intrínseca.​ Ilustração de Caio Borges.

 

Derek Walcott (1930-2017) [Poesia, p. 70], escritor e poeta de Santa Lúcia, uma ilha do Caribe, ganhou o Nobel de Literatura em 1992. No Brasil, a Companhia das Letras publicou Omeros, considerada a obra-prima de Walcott. Tradução de Rodrigo Garcia Lopes, poeta e escritor. Ilustração de Carla Caffé.

 

Annie Ernaux [O presente infinito, p. 72], escritora francesa, é autora de Paixão Simples, um romance autobiográfico lançado no Brasil pela Objetiva. O artigo é trecho do livro Os Anos, a ser lançado em junho pela editora Três Estrelas. Tradução de Marília Garcia.

 

Carol Bensimon [Em busca do tempo perdido, p. 78] é escritora. Seu livro O Clube dos Jardineiros de Fumaça recebeu o Prêmio Jabuti de Melhor Romance em 2018. Ilustrações de Esquina por Andrés Sandoval.