Na revista

piauí_145

Outubro_2018

ou
Ver Todas

anais da democracia brasileira

Uma cidade exemplar

Como anda nossa vida cívica no mês das eleições

manuscrito inédito

O pranto dos livros

Texto de 17 de janeiro de 1997, extraído de um dos quase cem cadernos deixados pelo autor de Formação da Literatura Brasileira

Antonio Candido

questões de gênero

Minha fraqueza

Anotações desordenadas sobre a condição feminina

Margarita García Robayo

carta do Iraque

O Alcorão de Sangue

À procura do livro sagrado escrito com a hemoglobina de Saddam Hussein

Emmanuel Carrère e Lucas Menget

questões psicodélicas

Uma viagem de psilocibina

Eu tinha decidido me entregar a esse grande cogumelo

Michael Pollan

poesia

O último turno

O poeta que fez de Detroit e dos operários da indústria automobilística um tema maior da lírica norte-americana

Philip Levine

chegada

Sra. Hillary ou Sra. Clinton?

Sobre as consequências de não chamar as mulheres pelo sobrenome

Fernanda Ezabella

esquina

Depois do fogo

Um museu de história natural reconstrói seu acervo

Leonardo Blecher

Dane-se a vênia

Um advogado apela

Fabio Victor

Túlio tenta

Pelos 1 001, aos 49

Luigi Mazza

O rei da sucata

Nas entranhas de um ferro-velho

Henrique Araújo

Habeas Cannabis

Um jardim no quartinho

Tiago Coelho

Mechas soltas

Salão para muçulmanas no Brooklyn

Joy Ernanny

Querido Ambrósio

Cartas por encomenda em Itaquera

Sibele Oliveira

questões da pós-verdade

O romance autobiográfico

Que livro eu levaria para uma ilha deserta?

Alejandro Zambra

ficção

O limpador de ouvidos

Desde que meti a chave na fechadura tudo começou a fazer sentido

Bernardo Carvalho

despedida

Não chore ainda não

A morte e a ressurreição do bar que homenageia Chico Buarque

Mônica Manir

colaboradores

Angeli [Capa] é cartunista e colaborador da piauí. Publicou a coletânea Todo Bob Cuspe pela Companhia das Letras.

 

Fernanda Ezabella [Sra. Hillary ou sra. Clinton?, p. 8] é correspondente da Folha de S.Paulo em Los Angeles.

 

João Moreira Salles [Uma cidade exemplar, p. 16] é documentarista e editor da piauí. Dirigiu os filmes No Intenso Agora, Santiago, Entreatos e Nelson Freire, pela VideoFilmes. Fotografia de Cristiano Mascaro.

 

Carla Caffé [Desenhos de peças do Museu Nacional atingidas pelo incêndio, a partir da p. 18] é arquiteta e diretora de arte para cinema, televisão e teatro.

 

Cristiano Mascaro [Os tricordianos, p. 30] é fotógrafo, mestre e doutor em comunicação visual pela USP. Publicou, entre outros livros, Cidades Reveladas e Portugal, ambos pela editora Bei. Paulo Morais colaborou no portfólio com fotos adicionais.

 

Bernardo Esteves [Do carvão às cinzas, p. 40], jornalista da piauí, é autor do livro Domingo é Dia de Ciência, da Azougue Editorial. Roberto Kaz, coautor da reportagem, é jornalista da piauí e autor do Livro dos Bichos, da Companhia das Letras.

 

Antonio Candido de Mello e Souza (1918-2017) [O pranto dos livros, p. 50] foi ensaísta, sociólogo, crítico literário e professor de literatura. Publicou, entre outros livros, A Educação pela Noite e
O Discurso e a Cidade, ambos pela Ouro sobre Azul. Foto de Cristiano Mascaro.

 

Margarita García Robayo [Minha fraqueza, p. 52] é escritora colombiana radicada em Buenos Aires, autora de Usted Está Aquí, publicado pela Montacerdos. Tradução de Sérgio Molina e Rubia Goldoni. Ilustração de Laura Athayde.

 

Emmanuel Carrère [O Alcorão de sangue, p. 58], escritor, roteirista e diretor de cinema, é autor de O Reino, da Alfaguara. Lucas Menget, coautor do texto, é editor da rádio France Info, foi correspondente no Oriente Médio e codirigiu o documentário Bagdad, Chronique d’une Ville Emmurée.Texto originalmente publicado na revista XXI. Tradução de André Telles.

 

Michael Pollan [Uma viagem de psilocibina, p. 68], jornalista norte-americano, dá aulas de escrita de não ficção na Universidade Harvard e de jornalismo em Berkeley, na Universidade da Califórnia. Trecho do livro Como Mudar sua Mente: O que a Nova Ciência das Substâncias Psicodélicas Pode nos Ensinar sobre Consciência, Morte, Vícios, Depressão e Transcendência, a ser lançado pela editora Intrínseca em novembro. Tradução de Rogerio Galindo e Rosiane Correia de Freitas.

 

Bernardo Carvalho [O limpador de ouvidos, p. 74] é escritor, autor de Simpatia pelo Demônio. O conto foi escrito a convite da Feira do Livro do Porto, em agosto deste ano. Ilustração de Pedro Franz.

 

Philip Levine (1928-2015) [O último turno, p. 80] foi um poeta norte-americano. Os poemas integram o livro The Last Shift, da editora Knopf, inédito no Brasil. ​Tradução de Caetano Galindo.

 

Alejandro Zambra [O romance autobiográfico, p. 87] é escritor, poeta e ensaísta chileno. Publicou o romance Múltipla Escolha, pela Tusquets. O texto integra o livro de ensaios Tema Libre, a ser lançado este mês no Chile. Zambra estará em São Paulo no dia 24 de outubro para participar do ciclo de conferências Fronteiras do Pensamento ao lado de Javier Cercas. Tradução de Miguel del Castillo.

 

Mônica Manir [Não chore ainda não, p. 90] é jornalista com mestrado e doutorado em bioética. Fotografia de Egberto Nogueira.

 

Ilustrações de Esquina por Andrés Sandoval.